Natureza presente: uma casa incrível com jardim | Capítulo 1

A história de uma família que curte a conexão com o verde todos os dias

A brasileira Carla e o islandês Andri se conheceram em uma pista de dança em 2008, mas brincam que seguem dançando juntos até hoje. Nos primeiros anos do namoro, eles chegaram a morar por um tempo em um apartamento, porém quando decidiram que queriam aumentar a família, o casal sentiu a necessidade de ter um espaço maior, de preferência com direito à área externa para fazer um jardim, uma vez que a moradora é paisagista. A mudança aconteceu em 2011 e, desde então, muitos frutos nasceram dessa relação: hoje a família já dobrou de tamanho, com o nascimento de Kauri, que tem sete anos, e Soley, de cinco. Ah, e o jardim segue a cada dia mais lindo e povoado!

Por sorte, quando os moradores encontraram a casa, ela já estava reformada, então Carla e Andri precisaram se preocupar apenas em ocupar o espaço com seus pertences e histórias. Por si só, a arquitetura do imóvel era bem marcante, com portas e janelas de ferro e dimensões interessantes. “A decoração foi tomando forma com nossa paixão por objetos da cultura popular brasileira e indígena. Amo saber a história de cada artesão, o que o inspira e de onde ele vem. Valorizo muito tudo o que é feito à mão”, conta Carla. Por fim, os cômodos acabaram assumindo um clima bem orgânico e vivo, com materiais naturais e uma bossa que mistura os estilos tropical e escandinavo. Quem os ajudou a compor a decoração de forma afetiva foi a Lívia Amaral, consultora da Casa Sopro, e o resultado não poderia ter ficado mais interessante.

Do lado de fora, o projeto de paisagismo foi feito aos poucos e Carla conta que cada planta veio em uma fase diferente. “Com a chegada dos  filhos,  nos dedicamos ao estudo da cultura da infância e fomos aprofundando o entendimento da importância de estar em contato com a natureza”, ela diz. Com isso, as crianças foram desde cedo apresentadas não só à flora e seus ciclos, mas também a fenômenos como as estações do ano e os comportamentos dos animais — e o jardim é o ambiente perfeito para que toda essa observação e contemplação aconteça em meio às brincadeiras.

“Em nossa família isso flui muito naturalmente, está na nossa essência. Lindo é poder compartilhar com as crianças que vêm em casa, e com vizinhos que passam por aqui. Nosso próximo projeto é plantar uma agrofloresta no canteiro da calçada!”.

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Na rotina da família, cada canto é muito bem aproveitado: a sala de TV facilmente se transforma em um espaço para a prática de yoga ; a cozinha é o cenário perfeito para reunir amigos entre comes e bebes e — em meio à rega das plantas — o jardim se torna um playground para banhos de esguicho e muita diversão. “Ocupamos todas as partes da casa e cada momento que se apresenta é nosso momento favorito”, completa Carla. * Quer seguir se encantando com esse lar? Então acompanhe a continução da história no Capítulo 2!

Texto por Yasmin Toledo | Fotos por Gisele Rampazzo

CONTINUA

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 17

  1. Linda demais a casa! Muuuitíssimo aconchegante
    Adorei essa luminária de teto redonda de madeira (que está n
    Sabem da onde é?

    Responder
  2. E que momento precioso tive aqui! Pura poesia essa casa!
    O piso de taco, essa porta triunfal e ao mesmo tempo tão artística, parece uma folha pintada, já anunciando a alma da família, essa brasilidade, amei!!
    De que ano será a arquitetura, anos 50?

    Responder
    • Oi Telma, tudo bom?
      Essa casa é muito incrível mesmo, ficamos surpresas e apaixonadas!
      As portas em formato de folha realmente já dão um gostinho de como a família é.
      Na verdade não sabemos exatamente a data da construção, mas é uma casa bem antiga, então pode ser dessa época sim.
      Beijos

      Responder
  3. Voltei só pra perguntar se essa obra de arte é no Brasil e se sim, em qual cidade?

    Responder
  4. Que casa mais maravilhosa, meldels! Sabem dizer de onde é a dupla de poltronas? Obrigada,

    Responder
    • Oi Laura, tudo bom?
      As poltronas foram compradas em um antiquário no Itaim Bibi, mas não sabemos qual

      Responder
  5. Casa linda! Adorei tudo! O artesanato a deixa ainda mais leve, natural, rústica e aconchegante! As portas e janelas são incríveis e diferentes! Muito bom gosto, e a natureza é tudo de belo e agradável. Parabéns pela história, fotos e postagens ótimas como sempre!

    Responder
    • Oie, tudo bom?
      Que bacana que gostou. Também ficamos super animadas com essa casa, é muito especial e afetiva.

      Responder
  6. Parece a ficus lyrata! 🙂

    Responder
  7. Quero me mudar pra essa casa.

    Responder
  8. Que casa maravilhosa. Cada dia vocês nos surpreendem com tanta beleza. Gostaria de saber o nome dessa planta bem folhosa que está ao lado do sofá rosa. Obrigada!

    Responder
    • Oie, tudo bom?
      Essa casa é simplesmente de tirar o fôlego, né? A planta se chama Ficus Lyrata mesmo.
      Essa é uma de porte médio, provavelmente a moradora já comprou ela assim maiorzinha. Bjs

      Responder
  9. Linda casa !!!De onde são as prateleiras amarelas de encaixar?

    Responder