Essa história deliciosa foi produzida em parceria com a Casaquetem, uma loja de decoração e design com uma curadoria muito especial, que une a essência dos garimpos de antigamente com a praticidade de encontrar muitos itens incríveis em um lugar só. Vem com a gente conhecer…

Uma vila meio escondida em Pinheiros, num lugar onde todos se conhecem, com várias casinhas bem coloridas e com os cachorros dos vizinhos dando as boas-vindas. Foi com esse cenário idílico que o Lucio e a Fernanda se depararam quando decidiram comprar uma casa nova – e é claro que isso foi o bastante para fazê-los se apaixonar pelo espaço. Para Lucio, que é arquiteto, a chance de reformar uma construção original e atualizar sua planta sem descaracterizá-la era um atrativo e tanto. E para Fernanda, que é consultora e pesquisadora de cores, viver num lugar onde cada fachada tem um tom diferente trouxe uma magia a mais.

“A casa que escolhemos estava toda original e já tinha o seu charme. Com chão de taco na sala e nos quartos, granilite na escada e um pátio com edícula. Restauramos e mantivemos tudo isso”, Lucio explica. Além de trazer vida nova aos elementos já existentes, o morador aproveitou a oportunidade para integrar todo o andar inferior do sobrado e fazer diversas melhorias, como transformar a edícula em uma sala de TV. Dessa forma, os ambientes ficaram mais amplos, mesmo sendo um imóvel pequeno.

“Sempre sonhei em ter uma casa, pois diferente de um apartamento, na reforma de uma casa o céu é o limite. De início até cogitei fazer alterações maiores, mas o planejamento financeiro foi um impasse. Além disso, eu tinha também a vontade de não descaracterizar a casinha e o contexto da vila. No fim, segui por uma opção bem conservadora na arquitetura e, apesar de tirar umas tantas paredes, a disposição dos ambientes ficou próxima da original. Acho que foi isso o que trouxe qualidade e aconchego para a arquitetura que fizemos, sem gastar tanto”, o morador conta.

Ao cruzar a fachada colorida – cujos tons foram escolhidos por Fernanda, é claro – a sala e a cozinha se abrem num só espaço. Um dos elementos mais marcantes no ambiente é a parede de tijolinhos que foi descascada durante a obra. Ela acaba servindo como pano de fundo para que os objetos, quadros e peças afetivas dos moradores ganhem mais destaque. Na decoração, alguns itens vêm de artistas da família, além de uma série de garimpos que foram sendo colecionados com o tempo.

Muitos desses objetos decorativos apaixonantes são da Casaquetem, loja que Lucio e Fernanda frequentam há anos e que fica a alguns quarteirões da vila onde moram. “Acho incrível a curadoria que é feita na loja. Tem um pouco a alma da nossa casa, onde tudo junto e misturado se combina numa atmosfera comum. Acho que não é à toa que a loja está na Vila Madalena. É a cara do bairro. Há uma valorização do trabalho do artesão e dos designers, e ao mesmo tempo te faz se sentir em casa.”, ele diz.


O casal fala que a cozinha colorida e integrada é o coração da casa: “Sem dúvida é o lugar mais habitado e onde mais nos relacionamos tanto entre nós como entre amigos”. E na hora de cozinhar, Lucio e Fernanda contam com uma ajudante muito especial, sua filha Nina, de 5 anos. Mesmo sendo novinha, ela já se aventura em receitas e faz várias descobertas por ali. Nesse contexto, a cozinha tem uma influência até pedagógica.

Para Lucio, o acolhimento é a sensação fundamental em uma casa. Mesmo tendo uma formação dentro da escola moderna e brutalista da arquitetura contemporânea, ele acredita que em uma casa o sentimento de lar com aconchego deve sempre estar à frente de um projeto mais conceitual. Então não é surpresa que a casinha de vila da família seja um lugar tão encantador! * Quer conferir a continuação desse tour? Então fique de olho no Capítulo 2.

** AMOU as peças da Casaquetem? Então aproveita que tem cupom na loja: use o código Historiasdecasa15 para 15% OFF até dia 30/11!!! **

Fotos por Rafaela Paoli, do Estúdio Pulpo

Continua no Capítulo 2