Uma casinha charmosa compartilhada entre amigos

Três histórias se cruzam na decoração e no dia a dia dessa casa

Quando três amigos resolvem morar juntos em uma casa alugada, reunindo todos os seus pertences, existe o risco de  o espaço se transformar em um verdadeiro carnaval, mas no lar da Isabel, do Antonie e da Elisa, a história tomou outro rumo — pelo menos no que diz respeito à decoração. Como já tinham gostos parecidos, o encontro de móveis e objetos foi perfeito e harmônico, mas isso não significa que o carnaval tenha ficado do lado de fora do lar: “A casinha já foi até batizada de CrisVi e recebe amigos o tempo todo. Virou QG no pré e no pós-Carnaval. Comemoramos os aniversários aqui e fazemos até festa junina. Ou seja, o povo é festeiro mesmo”, brincam os moradores.

Apesar de fazerem parte da mesma rede de amigos há um tempo, o trio só se conheceu há cerca de três anos, que foram suficientes para que a relação se estreitasse e os levasse ao mesmo endereço. Na época da mudança, pouco mais de um ano atrás, a assessora de imprensa Elisa e a artista Isabel já estavam conversando sobre dividir um apê quando descobriram que o coach e economista Antonie também precisaria se mudar de onde estava. “Assim que ele se juntou, ampliamos a pesquisa para casas e essa foi literalmente a primeira que visitamos”, diz Isabel. Logo de cara, eles adoraram o lugar, fizeram a proposta e saíram para comemorar num almoço a três.

Para eles, foi tudo tão rápido que nem deu tempo de planejar como queriam o visual do lar: “Trouxemos tudo o que tínhamos e durante um momento pareceu que ia ficar um caos, mas chamamos nosso amigo Filipe Bulhões para dar uma ajuda na disposição dos móveis na sala e acabamos nesse formato que adoramos, com espaço para circular e receber”, eles lembram. Na decoração, há lugar para peças que carregam afetos de todos os moradores, como fotos tiradas por Antonie e itens herdados do pai de Isabel, entre os quais estão a poltrona Tetê, de Sérgio Rodrigues, e uma xilogravura de Gilvan Samico. Para ter uma ideia de como os gostos dos três realmente convergiam, algumas coisas até chegaram duplicadas, como os pares do banco Pipa, desenhados também por Filipe Bulhões.

Atualmente, todos os moradores trabalham em casa e o espaço é suficiente para acomodá-los sem que ninguém se atrapalhe. Como cada um se organiza de acordo com os próprios horários, os momentos de encontro variam entre café da manhã e almoço, sem contar com o fim do dia, que muitas vezes termina com um filme em conjunto ou conversas sobre os planos da semana. “Na cozinha, fazemos as refeições do dia a dia e é sempre um lugar onde a gente para e bate um papo rápido entre os afazeres de cada um”, eles contam, sendo que Elisa é a grande chef da casa — com destaque para sua moqueca e galinhada.

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Apesar de ser oficialmente o cachorro de Isabel, Emílio já se tornou o xodó e mascote da casa e faz festa para todos os moradores quando chegam da rua. Para completar o clima, o trio investiu em vasos de jiboia, que se espalham pelos cômodos e até formam uma cortina na escada da sala de estar. Mesmo com o espaço tomando forma rápido, Antonie, Elisa e Isabel acreditam, acima de tudo, que foi a convivência e o estreitamento de seus laços que o transformou em um lar: “Aprendemos a nos conhecer melhor, torcemos pelas conquistas de cada um, nos fazemos companhia, damos muitas risadas e ao cuidar da casa juntos, ajudamos a cuidar um do outro também!”.

Texto por Yasmin Toledo | Fotos por Felco

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 9

  1. Adoro decoração despretensiosa e elegante, ainda mais numa casinha antiga com ferragens maravilhosas, ladrilhos, tijolinhos e cozinha afetiva que abraça.. Amo demais!

    Responder
    • Essa casa é realmente uma tradução de aconchego. Nós também somos apaixonadas por imóveis antigos que preservam esses detalhes de história.

      Responder
  2. Amei a matéria e a casinha é uma delícia!
    Gostaria de saber de onde é a cortina da sala, por favor. Obrigada

    Responder
    • Lindo demais, né?
      Infelizmente não sabemos dizer a marca da cortina, mas parece ser aqueles modelos padrão de tecidos levinhos, como linho.
      Beijos

      Responder
  3. Casa maravilhosa! Tudo tão aconchegante, convidativo. Amei!

    Responder
  4. Olá! Gostaria de saber de onde são os quadros em frente à mesa de jantar, por favor!

    Responder
    • Oi Nina, tudo bom?
      As fotografias em preto e branco? São lindas né?
      Elas foram tiradas pelo próprio morador – fotografia é um hobby dele. Beijos

      Responder
  5. Nossa, como gostei dessa casinha! Sem muita exagero e tudo de muito bom gosto, a cor branca das paredes que eu adoro, os móveis, os quadros, os objetos, as poltronas, enfim, amei tudo!

    Responder
    • Oi Agnez, tudo bom? Puro aconchego essa casa, né?
      Nós tbm adoramos como a decoração reflete o estilo dos 3 moradores. 🙂

      Responder