O encantamento pelo lar do fotógrafo Derek e do produtor executivo Rodrigo já começa na entrada do prédio onde moram: o edifício amarelo com portas e janelas verdes está cercado de bastante natureza e tranquilidade. Antes de entrar no apartamento de fato, a visita ainda se surpreende com uma porta de madeira antiga, repleta de detalhes. Por dentro, diversos itens garimpados e com pegada vintage entregam as preferências dos moradores. Porém, muitas águas rolaram antes de o lugar ficar do jeitinho que eles queriam: “O apê estava em um estado bem deplorável. Ao longo dos quase 100 anos de vida, nem todos os moradores foram gentis com ele. Mas isso, ao mesmo tempo que era um problema, também foi uma das coisas que mais nos encantou. A quantidade de histórias que cada uma daquelas marcas suscitava era enorme, e terminava potencializando a singularidade do lugar”, contam. 

O que ajudou o casal a ficar ainda mais interessado pelo apartamento foram as janelas grandes, o pé-direito alto e o piso de tacos. “A sensação que a gente tinha era a de que chegamos em um espaço único, e isso foi bem especial para nós”, eles completam. E como a estrutura do prédio, construído em 1929, estava bem conservada, as mudanças ficaram por conta da pintura e dos acabamentos. Depois disso, era hora de trazer ainda mais vida com os objetos e móveis que os moradores já tinham. Derek e Rodrigo dividem o atual endereço há apenas cinco meses, mas vivem juntos há quase seis anos – durante boa parte desse período, o casal escolheu o bairro de Laranjeiras, um de seus favoritos no Rio de Janeiro.   

Recheado de peças garimpadas, o apê é uma extensão da Archivo, a marca de curadoria de móveis e objetos que os dois fundaram juntos. “É difícil pensar a casa sem a Archivo e vice-versa, acho que não existiriam uma sem a outra. A Archivo é a síntese daquilo que nós acreditamos e gostamos”, dizem. “A marca só fez crescer nosso interesse por garimpos, itens de segunda mão e um design de interiores mais afetivo e com mais verdade, valorizando o humano e o feito à mão”. Nessa última característica, um detalhe especial na casa faz valer os ideais do casal: uma porta que não era usada no apê ganhou uma pintura feita pelo amigo e artista Tiago Lombardi, que transformou esse cantinho da sala em uma verdadeira obra de arte. “Partimos de algumas referências tropicais e outras mais românticas de pássaros com traços naif para criar esses painéis, para os quais, até hoje, a gente não cansa de olhar”.   

Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento antigo com decoração vintage no Rio de Janeiro
Apartamento antigo com decoração vintage no Rio de Janeiro
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ

As inspirações para compor a decoração são diversas. Vilas no sul da Itália, chalés no interior da Inglaterra, paredes com temas tropicais, fotos de viagens e também imagens do RJ antigamente são algumas das referências que ajudaram o casal a chegar ao resultado atual. “Nunca foi uma coisa engessada, mas vemos essas inspirações no fundo da nossa cabeça sempre que tomamos uma decisão sobre a casa”, explicam. E as decisões são conversadas todas as vezes, para que os dois cheguem a um acordo – o que nunca foi um problema, já que os gostos de ambos são um tanto parecidos, ainda mais no assunto que eles amam, os móveis vintage.  

Ainda assim, cada um tem suas preferências nos tesouros queridinhos: “Da minha parte, acho que eu teria que dizer a mesa de carpintaria transformada em banco que fica embaixo da janela da sala, e também as longarinas de cinema em nosso quarto. Da parte do Rodrigo, acredito que sejam a mesa do escritório e os tapetes da casa, especialmente o do corredor”, revela Derek. 

Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ
Apartamento com decoração vintage em prédio antigo no RJ

Seja qual for o espaço, o casal aproveita muito bem o tempo vivido ali. Assim como os amigos de quatro patas: Garu e Momo. Dentro de casa, eles são calmos como os tutores, que gostam de aproveitar o domingo na sala, lendo um livro em silêncio e ouvindo o barulho das árvores. Nesse momento, os cachorrinhos também são super companheiros e deixam o lar ainda mais alegre e cheio de afeto – palavra essa que nem precisa ser dita para se mostrar evidente na vida dos moradores.

Entre um ou outro momento de tranquilidade e alegria, outro detalhe que faz o apartamento ter a cara do Derek e do Rodrigo é o mate, eles brincam: “Mate com canela não pode faltar aqui! Não importa a hora em que alguém chegar na nossa casa, como bons cariocas que somos, teremos mate para oferecer”. Está aí o jeito perfeito de entrar no clima gostoso que é morar nesse espaço único e com muitas histórias para contar.

Texto por Natália Pinheiro | Fotos por Felco