Logo Electrolux Parceria

“Desde que estamos juntos, sempre pensamos em ter um cantinho que pudéssemos reformar e deixar com a nossa cara. Estávamos nos organizando para isso há um tempo”. Encontrar um espaço que permitisse grandes mudanças era um dos planos da fotógrafa Lorena e do cantor e compositor Rafa. O casal mineiro se mudou para São Paulo há sete anos, mas faz menos de um ano que o apê no bairro do Bom Retiro entrou na história dos dois. Quando visitaram o lugar pela primeira vez, o que mais os encantou foram as inúmeras possibilidades de transformação: “Sempre foi um desejo encontrar um apartamento antigo por conta da generosidade dos espaços e ainda assim ampliá-los para proporcionar ambientes integrados”, eles contam.

Além disso, a vista da janela foi um sinal de sorte. Todos os dias, o casal tem a oportunidade de parar por alguns minutos e observar a grande árvore que se mistura com a paisagem e dá uma sensação de imersão no verde. “É um respiro em relação ao entorno urbano caótico de uma metrópole”, dizem. Apesar da rotina intensa da cidade os rodear, a escolha do bairro foi muito bem pensada. A possibilidade de viver a pluralidade de São Paulo e ainda estar perto de pontos interessantes da região mais central, como a Pinacoteca e a Biblioteca Oswald de Andrade, foi fundamental para eles. “Viemos para o Bom Retiro por conta dessa característica do bairro: ao mesmo tempo em que parece que estamos em uma cidade pequena, do interior, nos sentimos conectados com o mundo”.

Apartamento com portas de correr de madeira
Sala integrada com estante cinza
Sala integrada com sofá verde
Apartamento com banco de concreto na sala
Sala integrada com grandes janelas
Sala integrada com piano
Sala integrada com piano e piso de tacos
Sala integrada com piano e piso de tacos
Apartamento com grandes janelas e tapete oriental
Sala integrada com estante cinza
Apartamento no Bom Retiro com piso de tacos e grandes janelas
Apartamento com portas de correr de madeira
Estante cinza com coleção de objetos
Sala integrada com sofá verde

Feita a decisão, o próximo passo foi reformar o espaço para integrar os ambientes e trocar toda a parte hidráulica e elétrica – pois o apê havia ficado sem uso por muito tempo e os pontos já não funcionavam mais. A reforma teve projeto da arquiteta Luana Kerber para atender às necessidades do casal. “O apartamento era compartimentado, priorizando os dormitórios em detrimento das áreas comuns, e por isso era bem mais escuro”, eles dizem. Tudo isso mudou para dar vida ao estilo da Lorena e do Rafa, que sempre gostaram de receber os amigos e fazem da sala o principal ponto de encontro: “A sala sempre foi o coração da nossa casa. Amamos receber os amigos, fazer saraus e jantares”.

Para isso, uma cozinha bem equipada e que combinasse esteticamente com o resto do apê era essencial – afinal, ela ficaria sempre à mostra. Como resultado, a cozinha se tornou um convite para quem passa por ali: “Amamos muito a partilha no momento da refeição. Cozinhar propicia isso e é uma delícia quando a gente mistura os aprendizados de família com as trocas que a gente tem ao longo do tempo com os amigos”, o casal fala.

Além disso, os dois são assertivos na hora de escolher os móveis ou eletrodomésticos, pois a casa toda aberta desperta o desejo por uma estética mais harmônica. Aliando a funcionalidade a essas características que Lorena e Rafa tanto prezam, a geladeira Electrolux se encaixou perfeitamente na cozinha e virou ponto de destaque. Somada ao design, a geladeira também conta com a exclusiva Tecnologia Autosense – que controla a temperatura automaticamente, ajudando a prolongar a vida dos alimentos e mantendo tudo mais fresco.

Cozinha integrada com piso verde e geladeira preta
Sala integrada com tons neutros
Sala integrada com tons neutros
Sala integrada com tons neutros
Home office com paredes de madeira
Home office com paredes de madeira
Banheiro terracota de ladrilhos
Poltrona preta e piso de taco
Banheiro terracota de ladrilhos
Apartamento com piso de tacos e quarto com cama baixa
Apartamento com piso de tacos e parede de madeira
Apartamento com piso de tacos e quarto com cama baixa

Na decoração, os dois definem que “a casa está sempre em movimento”. Os objetos levam cada um para suas memórias afetivas, lugares que visitaram e referências, enquanto alguns móveis carregam histórias ainda mais antigas, pois pertenciam à bisavó de Rafa. A música no piano reverbera por todo o apê e cria quase que uma identidade sonora, para lembrar a quem chega que existe um cantor e compositor morando ali. Por todos os ambientes, a arte se faz presente e conta um pouco mais sobre a fotógrafa Lorena. E junto disso tudo, o passado também foi preservado: “Quando compramos o imóvel, escolhemos deixar alguns elementos que já existiam nesse apartamento antes da reforma, isso em respeito à história do lugar”.

Outro cantinho que chama a atenção e conversa com as experiências do casal é o banheiro. O efeito terracota que cobre todo o cômodo foi uma ideia que surgiu durante uma viagem ao Marrocos: “Ficamos apaixonados por essa cor, tão presente na atmosfera monocromática de lá”, os dois lembram.

Entre inspiração e experimentação, cada novo olhar lançado para o apê revela mais algum detalhe de suas personalidades. O cuidado com o lar se transforma em acolhimento no dia a dia e faz da casa deles o melhor lugar para estar quando a vontade é se reconectar consigo mesmo. E para isso, nada melhor do que se enxergar em cada escolha feita para o espaço: “Nossa casa é um reflexo do nosso cotidiano e dos nossos ofícios: permeada pelo mundo visual da fotografia da Loris e pelo mundo sonoro das cantorias do Rafa”.

Texto por Natália Pinheiro | Fotos por Maura Mello