Logo Westwing Parceria

Quer conhecer uma casa incrível e de quebra descobrir onde encontrar as peças usadas na decoração? Então acompanhe com a gente essa nova série de histórias! Todo mês visitaremos um lar inspirador junto com o WestwingNow: a loja online do Westwing com produtos que estão sempre disponíveis, campo de busca e entrega mais rápida de milhares de peças. Sim, é o estilo Westwing que você já ama, só que agora em uma curadoria fixa. Demais, né?

Uma casa antiga, em uma rua pouco movimentada na região da Bela Vista que mais parece uma vila cheia de construções charmosas: esse é o cenário cotidiano da Laís e do Julio, que encontraram exatamente o que queriam no imóvel construído em 1951. Só que essa história começa muito antes, quando os dois ainda eram adolescentes: “Sempre estudamos no mesmo colégio e nos conhecemos desde crianças. Ficamos mais próximos no início do colegial e logo começamos a namorar, com 16 anos. No nosso primeiro beijo, o Julio disse que se casaria comigo. Aqui estamos!”, conta Laís.

Desde então, o casal trilhou um caminho repleto de boas memórias. Após terminarem o colégio, eles moraram em Londres durante um ano e, na volta, namoraram por mais sete anos até se casarem, em 2011. E a bebê Olívia chegou para aumentar a família em 2018. “Ao todo, são 17 anos juntos. Bastante tempo! (risos) Fomos os primeiros e únicos namorados um do outro e sempre fizemos tudo com calma”, eles contam. Durante esse período, Laís e Julio já se mudaram algumas vezes. Os dois cresceram na Zona Leste de São Paulo, então primeiro eles tiveram um apê no Tatuapé, porém sua grande vontade era viver no Centro.

“Foi difícil de encontrar, mas na época nós queríamos morar em um Artacho Jurado, então mudamos para o Edifício Louvre”. A vida no Centro sempre terá um espaço especial no coração dos dois, que viveram por três anos na região. A filha Olívia nasceu nesse antigo apê, assim como o brechó da Lais e de sua prima, o Brechó da Mona. Porém, a pandemia apresentou novas necessidades para a família: “Minha filha com dois anos pedia para ir para a rua e eu não podia sair. E também a área de lazer do prédio estava fechada”, lembra Laís.

Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Cama para Pet Comfy Gai, do WestwingNow
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante

Além da vontade de oferecer mais espaço dentro de casa para a filha, o casal também sentia falta de uma casa com quintal e cômodos mais amplos. Em um primeiro momento da pandemia, os três se mudaram para o interior de São Paulo, o que proporcionou um respiro em meio à natureza. Mas quando o trabalho chamou Julio de volta para a capital, ficou claro que a mudança precisava ser para uma casa. Ele é consultor de negócios imobiliários e conhece bem a cidade, então suas andanças pelas ruas da Bela Vista e do Bixiga levaram o casal até uma rua estreita, com aquele ar de vila e cheia de casas charmosas.

Ali, eles encontraram o lar ideal: “É um imóvel muito particular. A planta era exatamente como a gente queria, com varanda no banheiro até, mas estava precisando de bastante reforma. Era um imóvel destruído, perfeito pra gente fazer uma grande obra”, contam. O piso e as portas em peroba rosa também fizeram o casal se apaixonar, junto das paredes de tijolos e diversos detalhes originais da estrutura. E foi com esse encantamento que eles começaram uma super reforma – que contabilizou muitas caçambas de entulho no processo e alguns meses de quebra-quebra. Tudo foi comandado pela arquiteta Camila, do escritório Palladino Arquitetura, que ficou com a parte técnica e estrutural, enquanto Laís definia a decoração.

Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante

Aliás, os dois moradores estiveram muito ativos na obra e já conseguiam imaginar o resultado dessa grande mudança. Para começar, toda a estrutura foi trocada: hidráulica, elétrica, telhado, caixa d’água e forro. O quintal, que antes era bem compartimentado e com edícula, se transformou em um espaço confortável para receber os amigos e criar um universo de brincadeiras interessante para Olívia. No andar de cima, um terraço tomou forma e virou o cantinho de refúgio. E ainda teve muito mais: as paredes no andar inferior foram descascadas, revelando os tijolinhos, por exemplo. A iluminação natural na casa já era ótima, mas a abertura criada entre a sala de estar e o quintal realçou ainda mais esse aspecto, então foi outra boa solução do projeto.

Mais um detalhe do qual os moradores se orgulham é a porta de entrada: “Resolvemos trocar porque a que estava ali não era original e queríamos algo diferente, com cara de Londres. Então nós desenhamos a porta nova e mandamos fazer”, contam. A decoração também é original e bem pensada pelo casal, que foi acumulando itens por todos os endereços que já passaram. Muitos móveis foram garimpados, já que o antigo apê foi vendido com quase toda a mobília, mas alguns foram feitos pelo Julio, como é o caso do cabideiro no hall. “Ele foi feito com peças que eram de um tio muito querido”, dizem.

A compra de móveis pela internet ainda não era uma realidade para Laís e Julio, até que conheceram o WestwingNow, a loja online do Westwing com curadoria fixa e entrega mais rápida. As cadeiras Acapulco coloridas, por exemplo, viraram um xodó para a moradora: “Elas são lindas! Faltava um item com mais cor no térreo. Como eu curto o estilo rústico, acabo optando sempre por preto, cinza, marrom e verde, e elas quebraram um pouco essa paleta e deram um ar tropical”. Laís brinca que os produtos chegaram tão rápido que nem deu tempo de a ansiedade bater: foram só três dias de espera.

Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Cadeira Acapulco Jalisco, do WestwingNow
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Ombrelone Rem Fendi, do WestwingNow
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Capa de almofada C’Est La Vie, Duvet colorido e Almofada redonda em veludo, do WestwingNow
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante
Prateleira Evolutiva Fany, do WestwingNow
Casa antiga reformada com parede de tijolinhos e quintal aconchegante

“Eu gosto do antigo, misturado com o rústico, com um pouco de industrial sofisticado também. Acho que a combinação disso tudo, com elementos que trazem memória e originalidade, dão uma sensação de aconchego”, Laís fala. Pensando nisso, ela escolheu outras peças lindas do WestwingNow, como a roupa de cama terracota e as almofadas em seu quarto. Além de itens divertidos para o quartinho de Oli: as prateleiras suspensas, as almofadas em formato de bichinho e até brinquedos de madeira.

Em meio a uma decoração aconchegante e que consegue balancear móveis modernos com peças únicas garimpadas, Laís, Julio e Olívia aproveitam cada espaço do novo lar. E tem um detalhe que não pode deixar de existir: “Gostamos de casa com cara de casa, que abraça, traz memórias e lembra a infância, a casa da avó. Com cheiro de café, de bolo, de comida e tempero. Isso é casa de vovó”, dizem. Por isso, todos os elementos decorativos têm o seu propósito e também contam alguma história. Até porque, a ideia de lar para eles está além do espaço físico: “A história da nossa casa construímos durante esses 17 anos e ela não está só entre essas paredes, está em nós”, finalizam.

Texto por Natália Pinheiro | Fotos por Leila Viegas