“Nós duas buscávamos um apartamento que pudesse acolher nosso espírito criativo. Conseguimos dividir bem a sala e montamos um tipo de ateliê colaborativo. A Laura me inspira e eu a inspiro”. É dessa maneira que Priscila conta como foi sua busca pelo apê ideal ao lado de Laura – e como as duas amigas transformaram o espaço em um lugar repleto das histórias que cada uma carrega consigo. Priscila é artista e jornalista, já Laura é designer de joias. Juntas, elas espalham criatividade pelo apartamento e curtem o dia a dia com leveza e parceria.

As duas se conhecem há mais de dez anos e decidiram dividir o mesmo teto durante a pandemia. O momento de vida de cada uma era importante e pedia essa mudança. Laura estava voltando de Dublin, na Irlanda, e Priscila havia começado sua transição de carreira. O movimento fez bem e as moradoras admitem: “Nossa criatividade se acentua muito mais morando juntas”. E o clima bom no apartamento prova que a parceria dá certo. Ali elas compartilham experiências e vão montando a decoração com as artes de Priscila e as joias de Laura. “Fazemos questão de transformar o nosso processo criativo em algo vivo e que seja sempre apreciado pelos olhos de quem nos visita e também por nós mesmas”.

Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas

Os cômodos têm um pouco da personalidade de cada uma, seja em objetos de viagem, móveis das antigas casas em que moravam sozinhas, ou itens presenteados por amigos. Entre todos esses, o armarinho da cozinha é especial. Além de completar o visual desse cômodo com azulejos amarelinhos, o móvel guarda chás, óleos essenciais e mais um tanto de coisas para o momento de autocuidado das amigas: “É um cantinho onde nos conectamos com o nosso lado mais místico”, dizem.

Por todos os cantos, dá para perceber o toque de Laura e Priscila na decoração. Suas referências deixam o apartamento, alugado pelo QuintoAndar, com a cara delas. Viagens, arte, antiguidades… tudo o que pode gerar boas memórias entra na lista. E não há regras ou fórmulas que guiem o resultado final desse lar, que se apoia na bagagem cultural das moradoras, até porque para elas “a casa é um reflexo do que somos por dentro”. Para somar mais um afeto a tudo isso, basta acrescentar os momentos em que a dupla compartilha emoções e desafios, fortalecendo essa parceria de tantos anos.

Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas
Apartamento colorido e alugado por duas amigas

“Ter a companhia de uma amiga tem sido muito acolhedor durante esse momento [de pandemia]. Isso me surpreendeu muito, principalmente pela dinâmica que a gente encontrou de morar”, conta Priscila. Laura concorda e ainda complementa: “Mesmo quando queremos estar sozinhas, cada uma fica no seu canto e se entende. Não tem estresse, é uma delícia!”. O apê também ajuda a criar um convívio ainda mais gostoso, com uma planta que atende as necessidades da dupla. Os quartos são espaçosos e a sala chama a atenção por conta da janela enorme que ocupa toda a parede e oferece uma vista incrível do bairro da Pompeia.

O carinho pelo apê continua e vai se transformando conforme Priscila e Laura passam mais dias dentro da casa nova. “Nós buscamos criar um lar acolhedor tanto para nós como para todos os que nos visitam”, falam. Apesar de amarem a versão atual do apartamento, elas sentem que muita coisa ainda pode ser mudada, pois as duas gostam de uma casa que é assim, viva e em transformação: “Aqui é um lugar onde a nossa história acontece”. E assim, a vida e a amizade vão fluindo cada vez mais.

Texto por Natália Pinheiro | Fotos por Leila Viegas