O olhar de cada um | Capítulo 2

Dois moradores com estilos distintos encontraram um meio-termo ao criar seu apê a quatro mãos

Um apartamento onde vivem dois arquitetos sempre será como um laboratório de ideias – e certamente estará em constante evolução. Soma-se a isso o fato de tais arquitetos estarem passando por uma quarentena intensa desde a época da mudança e chegamos à equação que dá origem ao lar da Anna e do Stefano. Se mesmo antes do isolamento eles já se divertiam juntos só de imaginar tudo o que fariam de bacana em seu novo apê, agora as alterações, adições e subtrações na decoração fazem parte da rotina diária do casal. “O mais gostoso é a continuidade do processo. A casa evolui com a gente e como a gente. É algo basicamente infinito!”, eles falam.

Além da influência de suas famílias – ambas repletas de arquitetos, Anna e Stefano estão sempre de olho em seu entorno para encontrar inspirações. Durante as viagens, uma visita ao museu ou a um hotel pode despertar uma ideia, por exemplo, assim como conhecer as casas de amigos ou rever antigos projetos dos quais fizeram parte trabalhando em escritórios bacanas. Nada passa batido, nem mesmo os cenários dos filmes e as músicas. Talvez por isso o apartamento dos dois seja tão interessante.

A área que pela planta original do edifício era considerada um amplo terraço foi adaptada pelos moradores para ter outras funções: além do home office com duas mesas de trabalho, esse ambiente também se tornou o principal lugar de diversão do Bisnaga, o cachorrinho do casal. “No fim, foi muito importante termos esse escritório no momento da pandemia, apesar do Stefano reclamar que eu fiquei com a mesa central de ‘CEO’, e ele com a de estagiário virada para a parede”, Anna se diverte. 

Adotado pouco antes da mudança para o apê, Bisnaga tem demandas específicas porque possui uma deficiência e não consegue se locomover direito. “Ele nasceu com hipoplasia cerebelar, o que significa que não tem coordenação motora nem equilíbrio”, a moradora explica. Por conta disso, o casal decorou o estúdio com poucos itens de mobiliário, assim o cachorrinho tem uma área livre e segura para se deslocar do jeito dele. A varanda, com muitas plantas, um pé de laranja e até um pé de limão siciliano, é também um dos cantos onde os moradores gostam de brincar com Bisnaga, estimulando seu desenvolvimento.

Anna e Stefano brincam que o quarto foi quase uma zona neutra entre as personalidades deles. De cara ambos concordaram que queriam um espaço tranquilo e minimalista. Para isso o casal criou uma cabeceira de drywall e manteve quase tudo branco – apenas a roupa de cama contrasta com o restante da decoração. “Também fizemos dois quadrinhos usando cartas de tarot que parecessem com a gente: Ste, como o Rei de Espadas (porque o cabelo é igual) e eu e o Bisnaga como A Força (uma mulher abrindo a boca de um cachorro)”, Anna conta. 

Já para o banheiro a ideia dos moradores foi recriar a sensação daqueles banheiros de hotel que nunca saem da memória. Anna, como de costume, queria um toque mais clássico e refinado, enquanto Stefano fez questão de manter um ar contemporâneo e que não se tornasse enjoativo com o passar do tempo. Ela acabou o convencendo na escolha dos metais dourados, mas o resultado final pende para o ar minimalista que ele queria, então os dois ficaram felizes. 

Esse cuidado em encontrar um meio-termo entre seus estilos preferidos não é algo que se limita à decoração, mas está na base de sua relação. “Ainda estamos descobrindo o que faz da nossa casa um lar, mas para nós é olhar para cada cantinho e ter uma lembrança, seja nossa juntos ou algum elemento que lembra um ao outro, toda hora reafirmando como nos gostamos e respeitamos”.

Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 17

  1. Muito lindo! Poderiam me dizer de onde é a mesinha branca com as cadeiras ripadas da varanda? Sempre tento encontrá-las, mas nunca encontro… Obrigada!

    Responder
  2. Gostei muito da mesa de trabalho do proprietário. Seria possível me informar o nome do fornecedor
    e se os pés são de alumínio ou aço escovado?

    Responder
    • Oi Dércio, tudo bom?
      A mesa principal (que fica desencostada da parede) é da marca Vitra. É uma peça antiga que os moradores garimparam e eles mesmos pintaram o tampo.
      Bjs

      Responder
  3. Aqui está um apê criativo, digo bem original. Muito bom gosto. Adorei. Vou compartilhar com meus amigos! Parabéns ao casal***

    Responder
    • Oi Angela,
      Linda a casa, né? A gente também se apaixonou pelo espaço e pela história do casal. 🙂

      Responder
  4. De onde é a banqueta sob o espelho?

    Responder
  5. Lindíssimo! Sabem dizer de onde é o espelho do quarto? Obrigada!

    Responder
  6. Maravilhoso!!!!

    Responder
  7. DIVINO!!! LINDO!!! E o Bisnaga…muito fofo!!!

    Responder