Decorar sem tantas regras

Nesse lar em Lisboa, a decoração autêntica respeita a liberdade da moradora

Apesar de ter nascido em Londres, foi em Lisboa que a fotógrafa Mariana construiu seu lar, onde mora com a filha Laura, de 9 anos. Na verdade, ela ainda era muito pequena quando sua família se mudou da Inglaterra para Portugal, mas, hoje em dia, a fotógrafa reconhece as vantagens de viver ali. Não à toa, mesmo com as experiências que adquiriu morando em outros lugares ao longo da vida, como Brasil e França, ela não abriu mão de retornar para o país que tanto a acolhe: “Gosto que podemos estar no mar em 15 minutos, e nas montanhas em 3 horas. Gosto do clima, da luz, da comida, da segurança e da paz que temos aqui”, ela conta.

Em Lisboa, apesar do crescente desenvolvimento do turismo, ela ainda encontra sossego em um bairro familiar, onde o movimento não chegou e dá para fazer tudo o que precisa sem ir muito longe. Em seu apê, os cômodos são iluminados e ela acorda todos os dias com a vista para o rio Tejo, que corre por trás dos telhados das casas charmosas de seus vizinhos.

Quando se mudou, há 7 anos, o imóvel já estava em boas condições, por isso não foi necessário alterar muitas coisas antes de começar a decorar. Entre todos os cômodos, as esquadrias pintadas de azul são uma das marcas registradas do apê, refletindo um estilo muito próprio da moradora. Além disso, outros detalhes, como a maneira como o branco e o colorido contrastam ou a presença de uma cama em plena sala de estar, indicam que Mariana não se limita a regras, muito menos à reprodução de estilos pré-concebidos.

Já que atua como freelancer, a fotógrafa passa muito tempo trabalhando em casa, então preza pelo conforto e harmonia quando está ali. Nos quartos, as divisões já foram refeitas algumas vezes, e mesmo sem um roteiro em mente, a decoração flui naturalmente, com predomínio de cores claras para evitar um visual cansativo.

“Uma casa é uma vida, vai se construindo e fazendo aos poucos. Está sempre em mudança e em movimento. Gosto de ter a cama na sala porque ali é um espaço acolhedor para descansar. Gosto que as paredes tenham vida com fotografias que estão sempre a ser atualizadas. Sou fotógrafa, vivo de estética e de ver coisas bonitas”, diz Mariana.

Para ela, seu maior privilégio é viver em uma casa com muita luz do sol e uma vista tão bonita da natureza: “Isso é mesmo muito especial e energizante para mim”, fala. E realmente não há nada melhor do que uma casa aconchegante como essa para revigorar as forças diariamente.

Fotos por Alessandro Guimarães

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 4

  1. Olá! Queria dar um feedback como usuária: é bastante frustrante clicar num destaque na home achando que vai ver matéria completa e ser redirecionado pro instagram. :/

    Responder
    • Oi Rachel, tudo bom? Puts, que pena que se sentiu assim.
      Buscamos sempre criar novos formatos de conteúdo, e o instagram é um deles. A matéria foi publicada somente lá, mas está bem completa, depois dá uma olhada. 🙂

      Responder
  2. Que casa fabulosa. É um prazer de ver casas assim

    Responder