Foi durante a decoração de seu primeiro apartamento que a publicitária Mariana descobriu uma segunda vocação. Como forma de driblar o orçamento limitado ela começou a garimpar móveis antigos para reformá-los, resgatando memórias e matérias-primas nobres. Alguns meses e muitos elogios dos amigos depois, Mari criava sua própria marca de mobiliário, a Em Conserva. Para conferir todos os espaços inspiradores de seu apê, não deixe de ler o Capítulo 1.

Logo na entrada da sala de estar uma estante de concreto vazada deixa à mostra pedacinhos do home office da moradora, iluminado por amplas janelas dos dois lados. No projeto original do prédio o ambiente funcionava como um dormitório com varanda, porém a reforma executada pelos ex-proprietários do imóvel trouxe integração e fluidez a esse trecho da casa. As prateleiras de ponta a ponta também foram uma invenção deles, mas Mariana se identificou tanto com os elementos de alvenaria que decidiu reunir ali suas relíquias e objetos mais queridos, como itens que vieram de viagens e brinquedos antigos.

Mari já conheceu países distantes, como Croácia e China, porém a América do Sul é um de seus lugares preferidos, com maravilhas como a Ilha da Providência, na Colômbia, ou o Salar de Uyuni, na Bolívia. Independentemente do destino, sua bagagem de volta sempre traz algum artigo curioso ou típico, seja um artesanato rústico, um quadrinho ou um bibelô. “Para mim é impossível voltar de viagem sem uma lembrança. Aliás, viajar me encanta por definição.”. Os inúmeros livros de Jean, namorado da moradora, completam o arranjo da estante: “Quando ele veio morar aqui, um ano e meio atrás, eu queria que começasse a se sentir em casa, então montamos as prateleiras com a cara dele também.”, conta Mari.

22-decoracao-janelas-apartamento-antigo

23-decoracao-paredes-detalhes-pendurados

24-decoracao-janelas-piso-tacos-retro

25-decoracao-retrato-mariana-borga-em-conserva

26-decoracao-estante-concreto-divisoria

27-decoracao-escritorio-plantas-concreto-tapete

28-decoracao-escritorio-estante-concreto

Um dos quartos do apê, decorado com um futon preto coberto de almofadas bem coloridas, funciona como espaço para receber as visitas que chegam para passar a noite, além de ser o cantinho aconchegante ao qual o casal recorre quando quer relaxar e simplesmente ficar de bobeira espiando as árvores do lado de fora. O armário que existia antes da mudança foi mantido, mas Mari resolveu pintá-lo de amarelo para trazer uma energia nova ao cômodo. Improvisado como mesa lateral, o baú para instrumentos musicais serve de apoio ao aparelho de som e aos vasinhos de plantas.

Sem se preocupar ou investir muito, a moradora decorou seu quarto com os recursos que tinha à mão na época. A cama box ganhou charme com o adesivo que imita uma cabeceira romântica de ferro, o guarda-roupa recebeu puxadores novos e o gancho para bolsas trouxe um colorido discreto à composição. Comprados em um bazar e restaurados pela publicitária, os criados-mudos azuis apoiam livros, objetos e abajures.

29-decoracao-quarto-futon-almofadas-cores

30-decoracao-almofadas-estampas-cores

31-decoracao-enfeites-bau-plantas

32-decoracao-cabeca-alce-cores

33-decoracao-plantas-suculentas

34-decoracao-quarto-cabeceira-adesivo

35-decoracao-quarto-cabeceira-adesivo

36-decoracao-quarto-criado-mudo-retro

Mari não tem dúvidas de que o apartamento é uma extensão de si: “Quando estou na minha casa é como se eu me sentisse no meu próprio corpo. Sei como me movimentar, como ficar confortável e o que corrigir nela quando não estou tão feliz assim. E quando olho para o apê, olho para a minha história. Olho para as horas que trabalhei para financiá-lo, para os passeios que fiz por bazares para decorá-lo, para minhas viagens… e claro, olho para os momentos felizes que passei e passo com o Jean, meus gatos, minha família e meus amigos.”.

Nada como olhar pra dentro e sorrir!

Fotos por Isadora Fabian