Por uma vida mais sustentável | Capítulo 2

Na Villa Se7e, um pequeno paraíso em Trancoso, os sonhos se realizam

Construir uma casa sustentável em Trancoso foi um sonho recorrente para o Marcel Leite. Um plano que ele cultiva desde criança. Que foi alimentado durante a faculdade e suas viagens pelo mundo. Que ganhou fôlego novo quando ele conheceu Fernanda Andrade, sua companheira nessa aventura. Uma vontade tão forte que se materializou em um pedaço de papel numa noite antes de dormir. Um projeto de vida que, enfim, se tornou real. E não só! Cresceu e ampliou-se… a ideia que começou com uma única casa acabou virando duas, e em breve três, ou até mais, quem sabe.

Conforme Marcel e Fernanda iam se aprofundando cada vez mais nesse estilo de vida consciente, surgiu neles o desejo de compartilhar todos esses aprendizados com os turistas que visitam Trancoso diariamente – e assim o casal criou a Villa Se7e. “Nosso maior prazer é o de poder dividir algo em que acreditamos. Conseguir inspirar e proporcionar momentos e sensações inesquecíveis. A troca que acontece é algo muito valioso também. Nós aprendemos com a casa e com nossos hóspedes todos os dias. É uma experiência única”, Fernanda diz.

O empurrãozinho para que os moradores construíssem uma nova casa no mesmo terreno foi a gravidez de Fernanda. Como o Loft Bambu havia sido projetado apenas para um casal, eles logo perceberam que precisariam bolar uma solução antes da chegada de Lila, sua filha. A segunda implantação foi batizada de Casa Madeira e segue um estilo arquitetônico diferente da primeira.

“Precisávamos de uma casa que fosse rápida e prática de construir, barata, sustentável e que conversasse com o nosso conceito geral. Começamos a pesquisar referências com uma pegada moderna e minimal. Gostamos muito da ideia de fazer uma casa modular, toda de madeira de reflorestamento, usando principalmente o compensado naval de pinus tratado nas paredes, pisos e forros. Mostramos nossa proposta e pedimos conselhos para nossos queridos amigos Dani e André, da Vida de Vila Arquitetura, que sempre nos ajudam com ótimas soluções. Eles curtiram a ideia e o desafio do projeto com essas demandas. Decidiram ajudar a desenhar e pensar nesta casa em parceria conosco. Ficamos muito felizes, pois somos fãs deles”, Marcel explica.

Sempre preocupados com a questão da sustentabilidade, Marcel e Fernanda optaram pela madeira como elemento essencial na construção. Eles falam que ao escolher o material da sua casa, você decide quanto de impacto irá causar ao planeta. E a madeira é um ótimo material, desde que não seja proveniente de desmatamento. Além disso, a casa também possui o tanque séptico de evapotranspiração e captação pluvial.

Marcel brinca que o maior desafio foi entregar a casa no menor tempo possível. “Ainda mais que existia um parâmetro visual que só crescia: a barriga da Fernanda!”, diz. Para não travar a obra, ele evitou ser detalhista demais, porém uma pequena escolha fez uma diferença enorme em relação ao prazo. “Decidimos usar a madeira roliça para o esqueleto da casa (no caso o eucalipto), pois é uma técnica local. Esse tipo de encaixe é uma característica muito forte no estilo arquitetônico trancosense. Tal decisão fez com que o processo de construção se tornasse artesanal. Bom, a Lila nasceu e tivemos que encaixar o berço dela no LOFT BAMBU por 3 meses”, ele lembra.

Por conta do clima gostoso de Trancoso, o casal decidiu que os espaços sociais ficariam concentrados na varanda, praticamente ao ar livre. Além do mais, com uma natureza tão exuberante ao redor, seria mesmo difícil sentir vontade de ficar dentro de casa. Marcel e Fernanda enxergam o jardim como uma área importantíssima da vila – não só como um lugar de convivência, mas também onde podem aplicar outras iniciativas de sua vivência sustentável. “O paisagismo estético foi uma consequência, mas o objetivo principal era fazer do jardim uma área produtiva, fortalecendo a biodiversidade nativa em um sistema agroflorestal e cultivando alimentos orgânicos. Coletamos mudas das casas dos amigos e fomos fazendo multiplicação, e protegemos todas as mudas que já estavam crescendo no terreno. Produzimos muitas mudas a partir de sementes também. Sou como um passarinho, de toda fruta diferente que encontro eu guardo a semente”, Marcel conta.

Mesmo ainda novinha, Lila aproveita todos esses espaços intensamente, e desde cedo está aprendendo a ter uma relação consciente com a natureza e o planeta. Ela ama brincar na grama, jogar bola, mexer nas flores e beber água de coco. “Quando acordamos e abrimos as janelas, ela dá bom dia para as plantinhas, pros passarinhos e depois chama pela janela o Nem, que cuida do jardim e da nossa produção orgânica. A placenta da gestação dela está embaixo de um ipê roxo que plantamos no terreno”, Fernanda diz.

A casa e tudo o que existe nela reflete o olhar da família e o que eles mais gostam de fazer: relaxar no ofurô depois de um dia de surf, meditar e praticar yoga ao amanhecer, cozinhar com ingredientes colhidos na hora, tirar um cochilo na rede… sem dúvida é um lugar para andar de pés descalços, se conectar com a natureza, esquecer da vida e criar boas memórias – como a vez em que Fernanda e Marcel receberam como hóspedes o surfista Carlos Burle e sua esposa Ligia. De braços e coração abertos, o casal quer mais é sonhar em conjunto, compartilhando essa vivência com o mundo.

Sabia que você pode alugar as duas casas da Villa Se7e e viver momentos incríveis na Bahia? Clique AQUI para mais detalhes e boa viagem!

Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

Peças inspiradas nessa história

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 5

  1. isso é Brasil

    Reply
  2. MUITO LINDA,MARAVILHOSA,SURPRIENDENTE

    Reply
  3. Meu Deus !!! Como não amar esse lugar ????
    Muito bom gosto !!! E o principal sustentável !!!
    Apaixonei!!!!

    Reply