Consumo consciente: por onde começar

Descubra como aderir ao movimento lixo zero com as dicas da Cristal Muniz

A casa é muito mais do que o lugar em que moramos. É onde nos conectamos com nossa família e amigos; onde contamos nossa história por meio dos objetos; onde podemos descobrir novos hobbies e também um jeito diferente de lidar com o tempo. É onde a vida acontece – agora mais do que nunca. E já que nosso lar é um universo tão amplo, falar apenas de decoração não faz tanto sentido, por isso criamos essa coluna para abordar o morar com um novo olhar, pensando em tudo o que podemos fazer para conquistar mais bem-estar. Vamos ficar em casa?

Com a nova rotina em tempos de isolamento social, a maioria de nós já se acostumou a passar o dia em roupas confortáveis, planejar detalhadamente cada ida ao mercado e até mesmo revisitar nossas habilidades para dar conta das refeições, faxinas, trabalho e tudo o que envolve o dia a dia dentro de casa. Com tanta coisa acontecendo, nossos hábitos naturalmente passam por mudanças também, então que tal entender esse momento como uma chance de repensar nossa forma de consumo e torná-la mais alinhada com o planeta e com nossas reais necessidades? Além de ser melhor para a natureza, essa iniciativa ajuda a reduzir gastos, evitar desperdícios e traz mais qualidade de vida.

Não é de hoje que a designer e blogueira Cristal Muniz usa a internet para compartilhar dicas e conselhos sobre como diminuir nossos impactos ao meio ambiente por meio da redução do lixo. Em seu blog Uma vida sem lixo, ela conta sobre sua trajetória e ajuda seus leitores a ter uma rotina mais sustentável também. Vem conferir o bate-papo que tivemos com ela sobre como esse período pode ser oportuno para aderir ao consumo consciente!

Uma vida sem lixo: dicas de consumo consciente

Como esse assunto do ‘lixo zero’ começou na sua vida?

Cristal: A questão da sustentabilidade sempre esteve perto ou comigo, mas o lixo zero veio porque li uma matéria sobre uma moça que vivia sem produzir lixo e pensei: Nossa, que legal isso, como será que é? Eu estava em um momento bem desanimador com meu trabalho, bastante insatisfeita, e decidi que meu objetivo seria aprender a parar de produzir lixo. E foi o que fiz. Acabei criando o blog pra falar sobre isso – essencialmente porque eu sempre tive blog, sou dessa geração que fazia ‘diários virtuais’ – e estamos aqui. 🙂

O que eu gostei do movimento lixo zero foram a simplicidade de pôr em prática (trocas simples, objetivas) e a possibilidade de eu mesma fazer isso sem precisar me mudar pra uma fazendinha, porque uma coisa que a princípio eu tinha muita dificuldade era de como encaixar práticas sustentáveis na minha vida na cidade, em um apartamento. É muito comum a gente falar de problemas ambientais como problemas lá da floresta, lá da reserva indígena, lá da Amazônia…, mas não conectar com o que fazemos no nosso dia a dia, que é o que impacta direta ou indiretamente nesses lugares que parecem distantes.

Eu sempre gostei de ter poucas coisas e de reaproveitar. Sempre peguei itens do lixo (como embalagem de vidro, móveis, molduras), então quando eu descobri o lixo zero, foi um encontro que combinou completamente!

Que outras mulheres você admira nessa área e indica para acompanharmos?

Cristal: Eu sigo e acompanho praticamente só mulheres, entre elas: Neide Rigo (nutricionista e cozinheira de tudo o que se pode comer); Nátaly Neri (várias conversas boas sobre veganismo, consumo consciente de roupas e aromaterapia); Mariana Matija (ativista colombiana, ela tem um conteúdo bem questionador!); Marina Colerato, do site Modefica (amiga minha, inteligentíssima e o site Modefica é onde saem notícias e análises ótimas); Bea Johnson (mãe do movimento lixo zero); Lauren Singer (quem me inspirou a começar meu blog); e a Anne Marie, do Zero Waste Chef (mil dicas boas sobre comida).

Que livros/sites indicaria sobre esse assunto para quem quer se aprofundar no tema?

Cristal: Sobre sites, eu já falei do Modefica, mas repito essa dica. Também tem o O joio do trigo e o Observatório do Clima. E livros, indicaria os seguintes:

  • O meu, claro, Uma Vida Sem Lixo 🙂
  • A História das Coisas
  • Zero Waste Home (infelizmente não tem versão brasileira)
  • O bem viver
  • Cradle to Cradle

Tenho também uma listinha no meu site com indicações que vou sempre adicionando, dá pra acessar aqui.

Como começar essa mudança de hábitos?

Já que estamos com mais tempo em casa, quais práticas você sugere para iniciar uma rotina mais sustentável?

Cristal: Comprar menos e melhor: Aproveitar que só podemos sair de vez em quando para planejar as compras e desperdiçar menos, especialmente comida. E usar o momento para observar como a gente compra muitas coisas desnecessárias quando vamos todos os dias no mercado. Reveja sua geladeira, seus armários e organize as comidas para utilizar tudo da melhor forma. E aproveite para organizar gavetas e armários tirando tralhas e coisas que você não usa mais (pode doar e vender o que não quer mais, por exemplo).

Outra dica é aprender a fazer alguma coisa nova. Pode ser um cosmético ou uma receita de produto de limpeza natural, que não agrida o meio ambiente. Estar em casa te permite fazer a receita e testar sem precisar encarar o mundo com medo que o desodorante natural não funcione, por exemplo. 🙂

Você tem alguma receitinha de produto multiuso natural para fazermos em casa?

Cristal: Acho que a melhor pedida é o sabão líquido multiuso, porque você pode limpar a casa toda com ele. Eu uso para lavar roupas e em spray para limpar todo o resto! As receitas estão nos links.

Rever nossos hábitos de consumo não é uma escolha, é uma necessidade, por isso convidamos a Cristal a compartilhar um pouquinho de sua história por aqui – mas esse universo é muito extenso, então vale se aprofundar acompanhando todo o conteúdo dela. Se você também entende a importância de uma vida mais sustentável e de produzir menos lixo, confira as matérias no blog Uma vida sem lixo. E para começar, que tal se inspirar nesse desafio com sugestões que você pode colocar em prática desde já? Reduza seu lixo em 31 dias.

Foto capa por Felipe Machado | acervo Cristal Muniz. E as demais fotos por Maura Mello; Gisele Rampazzo; Luiza Florenzano; Isadora Fabian | acervo Histórias de Casa

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 4

  1. Estou adorando

    Responder
    • Oba! Esse é um tema que gostamos muito e sempre tivemos vontade de trazer aqui pro blog.
      E ninguém melhor pra falar disso do que a Cristal, né? Beijos.

      Responder
  2. Nossa! Quero chegar a esse ponto! Que delicia essa Casa!
    Amei! Consciência para um mundo melhor!
    Parabéns!

    Responder
    • Oi Ana, tudo bom?
      Realmente é super importante trazer essa consciência para nossa casa e rever nossos hábitos. Quem sabe esse seja um primeiro passo, né?
      Beijos

      Responder