Casa que abraça | Capítulo 2

Após a reforma, esse sobrado de vila se tornou a materialização de um sonho

A busca por uma relação mais intensa com o exterior foi a inspiração para que os arquitetos Marcela Madureira e Alex Bennett trocassem seu apartamento por uma casa de vila. Além de criar um quintal convidativo e um terraço com mais plantas na cobertura, o casal descobriu as delícias de morar em uma pequena comunidade onde os vizinhos se conhecem e logo viram amigos. Em seu lar, o exterior e o interior são totalmente complementares – tanto pela ausência de paredes quanto pela forma como eles vivenciam a vila.

O quintal é, sem dúvidas, uma parte muito importante da casa, e o fato de estar conectado com a cozinha, a sala de jantar e o escritório só contribui para que o espaço seja utilizado a todo momento. “Junto com nosso amigo paisagista Teco, fizemos com que a parede bem alta do fundo (algo que me incomodava muito a princípio) virasse uma selva verde que nos traz muita privacidade”, Marcela conta. Logo ao lado, os moradores montaram um pequeno escritório para os dias em que precisam fazer home office. Alguns dos móveis pertenciam à mãe da arquiteta e, por mais que sejam de um estilo diferente, fazem todo o sentido na casa. “Isso que é o legal de ter peças herdadas, porque elas fogem do nosso ‘radar’ habitual e fazem com que a decoração tenha uma cara menos montada, onde tudo fica menos combinadinho”, ela fala.

Para criar um ambiente de relaxamento no quarto, Marcela e Alex preferiram que o espaço tivesse a predominância do branco. Outro desejo do casal era ter uma cama baixa, com um estilo mais japonês, além da vista para o jardim vertical. “Criamos os desenhos das janelas para valorizar ao máximo a parede coberta de plantas do lado de fora e a luz natural que temos ali”, a arquiteta explica. A cama ganhou uma cabeceira estofada e, sobre ela, os moradores penduraram uma fotografia que adoram do amigo André Albuquerque. “Nos remete ao horizonte, ao infinito”, dizem.

Já o quarto de Lena, a filha do casal, traz uma mistura alegre de cores – a começar pelo papel de parede lúdico. Marcela quis deixar uma grande área livre dentro do espaço para que a menina tivesse liberdade para brincar. O mobiliário baixinho foi pensado de forma que Lena pudesse ter fácil acesso aos brinquedos e à cama, assim ela fica mais autônoma. Além dos detalhes coloridinhos, a própria arquitetura do ambiente é bonita: com telhado aparente e forro de madeira, pé-direito alto, janela com vista para o verde da vila e até um mini terraço onde ela pode brincar ao ar livre.

Um dos cuidados que os moradores tiveram com o projeto foi o de posicionar todas as janelas voltadas para algum espaço com plantas – e isso torna a casa ainda mais acolhedora. Como se não bastasse essa relação com o verde, eles ainda criaram uma laje descoberta na cobertura para montar um terraço maior. É ali que a família passa horas durante os finais de semana, tanto de dia quanto à noite, quando Lena dorme e fica um momento mais tranquilo para o casal. “A gente esquece um pouco que está em SP. Dá pra passar o dia todo de biquíni, tomar sol, se molhar…”, Marcela fala.

Quem visse essa casa antes da reforma, jamais imaginaria que um dia ela poderia se tornar um espaço tão incrível e aconchegante, mas Marcela consegue enxergar de longe o potencial de uma boa obra. “A relação dos meus pais com a arquitetura me influenciou muito. Eles são apaixonados pelo tema e estão sempre comprando e reformando imóveis. Então eu já tive muitas casas e já vivi muitas reformas mesmo antes de ser ou me imaginar arquiteta.  Esse poder da transformação que a arquitetura tem eu já trago comigo desde sempre, é algo enraizado”, conta.

Nesse endereço novo, ela e Alex passaram a receber amigos e familiares com mais frequência. Às vezes as festas e comemorações são maiores, mas os cômodos comportam bem todas as pessoas: “É uma ótima casa para receber. É super integrada, tem a vila, tem o quintal, tem o terraço… a gente ocupa tudo”. Porque casa é assim mesmo: tem que ser vivida e ocupada. “Nosso lar é o nosso reflexo, é a nossa personalidade materializada em um espaço físico. Eu acredito que morar em um ambiente em que você realmente se sinta parte, que te complete e que te acalme, faz com que a rotina seja mais leve e a vida mais tranquila, mais prazerosa”.

Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 15

  1. que coisa linda! por favor, vocês sabem daonde é o papel de parede do quarto da Lena?

    Responder
  2. Olá, lindo trabalho. Por favor, qual é a vegetação da parede da casa? Obrigada

    Responder
  3. Que casa linda! Parabéns aos moradores arquitetos! Vocês do histórias de casa capricham sempre! Belo trabalho! Sucesso!!!

    Responder
  4. Parabéns, mil vezes parabéns a apresentação de uma das casas mais linda que já vi. O texto uma verdadeira poesia como sempre.
    Me senti dentro dessa casa, visitando todos os cômodos e sentindo todos os cheiros.
    Essa casa remete uma paz maravilhosa, esses moradores são pessoas muito abençoadas.
    Muito obrigada por abrir o lar de vocês.

    Responder
    • Oi Rosangela, que mensagem linda! Ficamos felizes em saber que conseguimos transmitir a alma da casa da Marcela tão bem 🙂 bjs

      Responder
  5. Olá! Projeto lindo!!! Queria saber de onde são os azulejos verdes do banheiro. Beijos e obrigada!

    Responder
  6. Que sonho de casa!!!! Fiquei intrigada com aquele buraquinho ali de baixo da mesa do escritório… é uma passagem pro dog? hahaha sempre penso que faria algo assim pras minhas quando morar em uma casa.

    Responder
    • Incrível demais né?? Sabe que a gente nem tinha reparado no buraco??? Parece ser uma passagem para a área de serviço sim. Muito legal!!!

      Responder
  7. Que casa linda! Gostaria de saber de onde são as duas estantes do quarto infantil. Sabem?

    Responder
  8. Incríveeeeel, gente que casa fantástica amei. Simplesmente maravilhada com essa casa.

    Responder
    • Não é à toa que essa é uma das nossas casas favoritas em toda a história do blog! 🙂

      Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa