Passado e presente se cruzam na casa que a diretora de criação Ciça escolheu para viver. O imóvel alugado exibe algumas marcas do tempo e está longe de ser um lar impecável, mas é justamente isso o que o torna acolhedor. A personalidade da moradora se manifesta em cada espaço, cada quadro pendurado nas paredes e cada peça exposta com carinho, formando uma história contada por meio de objetos e lembranças. * Se você perdeu o Capítulo 1, confira a matéria completa AQUI.

Ciça acredita que ter plantas faz toda a diferença na vida, por isso ela faz questão de cultivar diversas espécies em vasos de barro e jardineiras espalhados pela área externa nos fundos do terreno. Equipado com móveis de madeira rústica e uma bancada com pia e portas de cortininha, o ambiente ao ar livre é usado como ponto de encontro dos amigos ou local de descanso. “Minha casa é pequena, então toda vez que meus amigos vêm almoçar ou jantar monto uma mesa no quintal e por ali ficamos, gosto muito de recebê-los assim. Durante a semana, uso o espaço para tomar café e ler o jornal aproveitando o sol.”, conta ela.

Os acabamentos originais desse trecho da construção são simples, mas também contribuem para o visual antiguinho e despretensioso da casa. No piso de cimento os seixos brancos pontuam o cinza e na área da bancada o rodapé de ladrilhos estampados faz um belo arremate. A edícula é dividida em dois cômodos, sendo que um deles virou um pequeno depósito e o outro funciona como um escritório usado por Ciça eventualmente.

25-decoracao-casa-corredor-lateral-jardim-plantas-pedriscos

26-decoracao-casa-jardim-quintal-plantas-madeira-demolicao

27-decoracao-casa-jardim-quintal-mureta-vasos-suculentas

28-decoracao-casa-jardim-quintal-mureta-vasos-suculentas

29-decoracao-casa-area-externa-cimento-madeira-demolicao

30-decoracao-casa-area-externa-terrario-cactos

31-decoracao-casa-area-externa-mesa-madeira-demolicao

32-decoracao-casa-area-externa-jardim-caixotes-plantas

33-decoracao-casa-area-externa-jardim-caixotes-plantas

34-decoracao-casa-corredor-lateral-jardim-plantas-pedriscos

Já faz oito anos que a moradora é diretora de criação da Editora Trip e, segundo ela, os desafios que cada novo projeto apresenta é o que mais a entusiasma em seu trabalho. Em paralelo, Ciça é também uma das criadoras da Casa Samambaia, um espaço para troca de ideias e eventos culturais ligados à arte, design, empreendedorismo e por aí vai. “A Casa Samambaia não foi algo pensado e colocado em prática, ela simplesmente aconteceu. Somos três sócias, eu, a Paula Carvalho e a Ana Rosa Sardenberg, e fomos entendendo aos poucos o que queríamos fazer ali. Hoje sabemos que a casa é uma espécie de laboratório de formatos, ideias e encontros. E tudo isso com quintal e jardim! Fazemos feiras com micro produtores, ocupações de arte, workshops… essa possibilidade de trabalhar com propostas diferentes e buscar novas maneiras de se conectar com o mundo é o que mais nos interessa.”, explica.

35-decoracao-quarto-casal-cama-box-fotografia-neon

39-decoracao-quarto-mesa-lateral-bambu
36-decoracao-quarto-casal-estante-lateral-cama

37-decoracao-estante-quarto-acessorios-coloridos

38-decoracao-estante-quarto-abajur-bege

40-decoracao-quarto-casal-cama-box-paredes-brancas

41-decoracao-quarto-casal-cama-box-paredes-brancas

42-decoracao-prateleira-flutuante-livros

43-decoracao-quarto-casal-criado-mudo-vintage

44-decoracao-quarto-casal-criado-mudo-vintage

O quarto de Ciça é um refúgio dentro do refúgio. Ali, a luz natural e os tons claros presentes no restante da casa se repetem, porém os acessórios e tecidos trazem um colorido ao ambiente. Na parede de cabeceira está a fotografia assinada por uma amiga, a artista Regina Parra, uma das obras mais recentes da moradora. A estante, posicionada ao lado da cama, não compromete a circulação e ainda acomoda sua preciosa coleção de livros.

Por conta das escolhas intuitivas da decoração, Ciça se reconhece em cada trecho de sua morada – e essa sensação não tem preço. “Gosto muito de viver em uma casa pequena e que tem quintal, onde posso ficar sempre com as portas e janelas abertas. Isso me faz bem. Assim como estar rodeada por cachorros, plantas, amigos, coisas… essa bagunça viva.”

 

Fotos por Isadora Fabian, do Registro de Dia a Dia