Um lar para viver com afeto e liberdade | Capítulo 1

Vem se apaixonar por essa história inspiradora junto com a CASA LIBRE

Sabe aquela liberdade de estar em casa do jeito que você mais gosta? Essa é a ideia da CASA LIBRE, uma loja de móveis e objetos de decoração que vai te ajudar a deixar seu lar ainda mais libre e com a sua cara. A marca nasceu há 3 anos e você encontra seus produtos em lojas espalhadas por todo o Brasil, mas agora a grande novidade é o e-commerce que acaba de estrear e está recheado de itens incríveis. A história de hoje é a primeira de uma série de matérias que contaremos com a CASA LIBRE: um apartamento onde os moradores brincam com diferentes estilos livremente e cuidam de cada detalhe da decoração com amor e afeto.

O que é decorar com liberdade? Para os designers Beta e Rodrigo, que vivem em um apartamento inspirador e aconchegante no bairro Higienópolis, esse sentimento tem a ver com o equilíbrio que os dois encontraram entre os estilos de cada um. Mesmo tendo muitas referências em comum, eles continuam com gostos particulares, então o segredo foi chegar em uma harmonia e, aos poucos, desenvolver um novo olhar juntos. “O Rodrigo curte uma decoração mais clean e minimalista. Eu já gosto de cores e amo garimpo, objetos vintage e kitsch. Mas ambos amamos arte, música e design. Com o tempo, fomos construindo o nosso gosto como casal”, Beta conta.

Os dois se conheceram há seis anos e, em 2017, mudaram para esse endereço que é seu primeiro lar juntos. Desde o começo Beta se apaixonou perdidamente pelo apartamento, então ela acabou convencendo Rodrigo de tão empolgada que ficou. Por ser um imóvel antigo, o apê conta com janelas bem grandes, pé-direito alto, ambientes espaçosos e uma varandinha gostosa. Além disso, as árvores emolduradas pelas janelas fazem com que o lugar mais pareça uma casa — inclusive, lembra um pouco a casa em que Beta cresceu, no interior do Rio de Janeiro. O bairro também os conquistou, pois eles podem fazer tudo a pé e cumprimentar os vizinhos como se estivessem em uma cidade pequena.

Por sorte, o apartamento já estava reformado e pronto para morar, o que facilitou bastante na hora da mudança. Ainda assim, o casal quis incrementar alguns trechos da casa, então eles pintaram uma parede na sala, colocaram grama sintética no piso da varanda, instalaram um papel de parede no corredor e, mais recentemente, pintaram também uma parede em seu quarto. Para compor a decoração, Beta e Rodrigo buscaram inspiração nos mais diversos lugares: “Sempre que viajamos trazemos algo para a casa, então temos muitas lembranças de cidades que visitamos. Também amamos a natureza e, como vivemos em São Paulo, as plantas ajudam a trazer um pouco de verde. Adoramos velas, incensos e cristais, que começamos a usar com mais frequência há uns dois anos, deixando um clima gostoso, de paz”, a moradora diz.

Em cada detalhe, o apartamento exala afeto e cuidado, um sinal de que há amor e carinho pelo lugar onde moram. Tanto nas peças antigas que acompanham o casal há anos, quanto nos itens novos que os conquistam por seu design ou funcionalidade — sem neuras de fazer tudo combinadinho. “A gente queria que a casa nos representasse, que a gente se sentisse bem à vontade e que não fosse nada muito montado. Aqui os espaços são realmente usados e não só decorativos. Também queríamos que as pessoas que viessem aqui se sentissem igualmente à vontade, pois é um lar com amor e receptividade”, eles falam.

Aliás, receber os amigos e a família no apê é o que Beta e Rodrigo mais gostam de fazer — e isso tem deixado saudade nesses tempos de isolamento. “Nós sempre pensamos em tudo da casa com muito afeto. Não só para a gente, mas também para quem nos visita”, Beta conta. Por ser um apartamento amplo e ter uma localização fácil, o lar do casal se tornou um lugar de confraternização da turma, com muitos encontros, muita música, muitas festinhas e muito amor envolvido.

Com a chegada da quarentena, o casal acabou ressignificando o apartamento e o uso que fazia dos ambientes. A sala, por exemplo, agora é muito mais movimentada e multifunção: para as refeições, para ouvirem música juntos, para uma sessão de filmes, para meditarem… às vezes ela até vira um local de estudos para Jojô, filha de Rodrigo que mora no Rio de Janeiro e os visita com frequência. A cozinha aberta ajuda a deixar tudo mais conectado, e ali a decoração também tem memórias bacanas, como a coleção de brinquedos e objetos vintage trazidos de viagens. “Ter espaços para fazermos as coisas que gostamos é mais uma maneira de nos sentirmos livres aqui. Se eu quero criar minhas tapeçarias e o Rodrigo tocar guitarra, conseguimos ficar cada um no seu canto e depois nos encontramos para fazer algo juntos”, Beta diz.

Para que a casa ficasse tão interessante e acolhedora, foi muito importante que cada um trouxesse seu olhar e seus gostos, criando uma mistura que representa os dois. O casal fala que não existe só uma pessoa responsável pela decoração, tudo foi feito em conjunto. Para coroar tanto carinho, em cima do aparador da sala tem um bordado que Beta fez para o dia de seu casamento, e Jojô o levou ao altar com as alianças. São lembranças como essas, repletas de afeto, que fazem o apê ser tão especial. * Não deixe de acompanhar a continuação dessa história no Capítulo 2!

Fotos por Rafaela Paoli, do Estúdio Pulpo

CONTINUA

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 27

  1. Amei! Tudo lindo e aconchegante!

    Responder
  2. Olá!
    vcs saberiam me dizer de qual artista, ou onde encontro, as escultura do bonequinho azul segurando uma bandeira na mão e o outro com cabeça de pássaro segurando uma cabeça? tive a impressão de ambos serem do mesmo artista. Já vi deles em outras matérias de vocês e sempre quis saber quem é o artista.

    Responder
  3. Olá, que apartamento lindo!!!
    Gostaria de saber a referência da cor da parede da sala é um azul tão lindo.

    Responder
    • Oi Day, tudo bom?
      Já chegamos a perguntar pros moradores, mas por enquanto eles não lembraram o nome da tinta. 🙁

      Responder
  4. Que ap lindo! Adorei tudo, muito bem decorado, com muitos objetos e belas cores! Uma harmonia e aconchego perfeitos! Parabéns!

    Responder
  5. Espetáculo! Por favor, alguém sabe de onde é a luminária de ratinho? Completamente apaixonada!

    Responder
    • Oi Talita, tudo bom?
      Essa luminária é de uma marca gringa chamada Selleti. Se procurar por “Seletti luminária rato” deve encontrar algumas opções.
      Bjs

      Responder
  6. Gostaria de saber a referencia desse sofa lindo.

    Responder
  7. Incrivel e apaixonante! Esse quadro de fundo azul, de quem é?

    Responder
  8. Gente, esses bonecos são muito maravilhosos! Um mais interessante que o outro!

    Responder
  9. Poderiam, por favor, dar referência do sofá?

    Responder
  10. Sempre amo estar com vocês! Lugar aconchegante, cheio de amor e companheirismo, e de muita paz! Verdadeiro lar! Ficar nesse ambiente no isolamento é um presente. Bjs

    Responder
  11. Ola, td bem? Linda casa, onde encontrar esse rack azul/verde?!

    Responder
    • Oi, tudo bom?
      O rack foi desenhado pelos moradores mesmo. E eles mandaram fazer com laca nessa cor, meio carro antigo.

      Responder
  12. Oie, gostaria muito de saber o nome da tinta usada no quarto. Seria possível?
    Lindo o ap!

    Responder
  13. Um dos apês mais lindos que já passaram por aqui.

    Responder
    • Ah, que demais que gostou tanto!
      A gente adorou também. Especialmente a mistura de estilos dos moradores e o fato de ser um apto antigo revitalizado. 🙂

      Responder