Um apê dos sonhos em um prédio modernista | Capítulo 2

Conheça os detalhes de um lar com muitos garimpos, artesanato brasileiro e peças afetivas

Para a Carla e o Nicolas, a quarentena chegou logo na primeira semana de casa nova, então a decisão de morar juntos veio em dose dupla. Além de dividir o apê, eles passaram a compartilhar toda a rotina, afinal, ambos estão trabalhando em home office e transferiram suas atividades para dentro do lar. No fim, essa condição trouxe ainda mais união para o casal: “Nós geralmente trabalhamos cada um num cômodo, mas o isolamento e o fato de atuarmos em áreas parecidas fez com que conversássemos muito mais sobre trabalho, sobre a vida e até nos arriscássemos na cozinha”, eles contam.

Toda a mudança de rotina por conta da pandemia aconteceu conforme eles construíam a decoração e os afetos da casa. Não faltou tempo para se atentar a cada detalhe na disposição dos objetos, povoar lentamente cada espaço ou se espalhar no sofá para jogar vídeo game nas horas vagas. “Acho que a maior diferença em relação à vida antes da quarentena foram as saídas, principalmente para shows, que é algo que fazíamos com muita frequência e, agora, é tão distante. Também comíamos muito fora e amávamos ir aos bares por perto de onde morávamos antes. Isso foi algo que acabamos trazendo para casa: pedimos cerveja e petiscos aqui mesmo, colocamos shows ou músicas no Youtube e ficamos curtindo na nossa. Além disso, aumentamos bastante a frequência com a qual cozinhamos, estamos aprendendo novas receitas e nos aventurando — nem sempre com sucesso — em pratos que vemos na internet”, conta o casal.

Antes de se mudarem para o endereço atual, nenhum dos dois havia tido um espaço tão delimitado para a sala de jantar, por isso ambos se animaram com a ideia de planejar o ambiente com cuidado. Para não ficar um clima muito formal, eles resolveram comprar cadeiras diferentes e criar a sensação de que não existe um lugar fixo para ninguém. Já a mesa veio da casa dos pais de Nicolas, assim como o quadro pintado por sua mãe, baseado em afrescos romanos de Eros em Pompéia e Herculano. Apesar de sonharem com o momento de ter a mesa cheia, recebendo amigos para um open house, eles sabem muito bem aproveitar o espaço sozinhos, seja para refeições ou transformando o cômodo em um ateliê, com pincéis e tintas para a criatividade fluir.

“Essa casa é sincretismo puro, mas acho que temos referências complementares que se casam perfeitamente. O Nico tem um gosto bem forte por decoração e objetos de viagens, já eu amo bastante a natureza e o cuidado com as plantas, então fui trazendo o verde. Por fim, a arte é algo que une ambos, tanto pelo Nico vir de uma família com mãe artista plástica, como eu ter um olhar curioso e amar realizar projetos pessoais em fotografia, colagens e artes visuais”, Carla diz.

No quarto, o casal aproveitou o janelão e a vista para o jardim do prédio para se apropriar da vegetação e continuar o clima com jeito de praia e interior do lado de dentro. Para eles, atmosfera do espaço é como a de um quarto de hotel no litoral, onde eles podem voltar depois de um dia de sol, se esticar na rede e aproveitar uma vista gostosa de natureza entre plantas, móveis rústicos e toda a decoração que traz as sensações de conforto e brasilidade.

Entre todas as atividades que dão forma ao dia a dia no apê, os principais rituais de bem-estar sempre envolvem música, amor e conversa. Frequentemente, Carla e Nicolas abrem um vinho ou algumas cervejas e fazem uma sessão de clipes, compartilhando as novidades e garimpos musicais que descobriram na semana. Outro ritual se dá com os brunches: entre comes e bebes, eles se perdem no tempo e papeiam sobre seus sonhos possíveis e impossíveis.

É essa somatória de desejos, realizações e momentos que fazem da casa tão especial. “A gente acabou encontrando nela tudo que sempre quisemos e colocamos todas nossas histórias e bagagens de uma forma muito orgânica e harmoniosa”, conta o casal. Em um contexto de mudança um tanto quanto extraordinário, o lar se tornou um porto seguro ainda maior: um lugar onde Carla e Nicolas se sentem confortáveis para estarem juntos e sem filtros. 

Texto por Yasmin Toledo | Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 9

  1. Maravilhoso!!! Um dos apt mais lindos que já vi aqui! Parabéns!!!

    Responder
    • Esse apto é especial demais mesmo, a gente amou!! Foi um prazer descobrir e contar essa história. 🙂

      Responder
  2. Adorei o apto. Ficou muito aconchegante e clean ao mesmo tempo, reunindo os gostos do casal. Parabéns! Qual a referencia do móvel/buffet do quarto em palhinha?

    Att, Ana Cristina

    Responder
  3. Que lindos *–* e que lar mais gostoso , felicidades ♥ Parabéns pela matéria S2

    Responder
  4. O apartamento parece bem grande e, o melhor, bem iluminado e arejado. Transmite uma ótima energia!

    Responder
  5. Que rack lindo! Sabem dizer de onde é?

    Responder