3 apartamentos inspiradores no Copan

Descubra três histórias especiais no prédio mais famoso de São Paulo

É impossível pensar na arquitetura de São Paulo e não enxergar imediatamente a silhueta curvilínea do famoso Edifício Copan. Além de ser um grande marco na cidade e uma das obras-primas do arquiteto Oscar Niemeyer, o Copan é o lar de aproximadamente 5 mil pessoas distribuídas em nada menos que 1160 apartamentos. Já imaginou quantas histórias foram vividas nesses apês ao longo das últimas 5 décadas? Nós tivemos a sorte de conhecer alguns desses moradores e visitar seus lares cheios de referências inspiradoras, e hoje decidimos relembrar 3 deles aqui.

O edifício foi projetado no início dos anos 50, mas devido à sua complexidade a obra só foi concluída em 1966. Desde então, o Copan testemunhou mudanças significativas no centro da cidade: do glamour na época do lançamento à degradação durante os anos 80, e depois a recuperação gradual a partir da década seguinte. Hoje em dia, o prédio reflete a multiplicidade de São Paulo, trazendo famílias de todos os tipos e pessoas com os mais variados estilos de vida.

Para a Ketlyn e o Edson, que vivem no endereço desde 2018, morar no Copan é respirar São Paulo em sua essência todos os dias. “O edifício sempre nos chamou a atenção pela força que possui como um símbolo da cidade, pois faz parte de sua história. Gostamos muito também da facilidade de locomoção e da disponibilidade de comércios, além da vista incrível e da arquitetura, é claro”, eles contam. O casal também comenta que, devido à curvatura do prédio, as plantas e dimensões de cada unidade variam muito, o que torna cada apartamento único. Vamos conhecer alguns deles?

O apê da Ketlyn e do Edson

Depois de uma longa espera para que enfim conseguissem o apartamento que queriam, a Ketlyn e o Edson reformaram o imóvel por completo. Se antes os 43m² estavam distribuídos em ambientes pequenos com muitas paredes e armários que davam uma sensação de aperto, agora o apê se abre em praticamente um único espaço, banhado pela luz natural que entra através das imensas janelas do Copan. Para aproveitar melhor a metragem disponível, o casal optou por não ter um sofá e deixar a cama desencostada das paredes. A máquina de lavar e o tanque foram acomodados dentro do banheiro e a cozinha possui um grande balcão de concreto que funciona como mesa.

Quer espiar essa história completa? Então confira aqui.

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

O apê da Adriana e do André

A história desse lar tem dois momentos diferentes. A princípio, o André vivia sozinho em um apartamento amplo no prédio. Na época a decoração já era linda e especial, pois trazia muitos elementos que o morador amava, como discos de vinil, aparelhos de som antigos, um projeto de interiores inspirado na arquitetura modernista e muitos livros. Porém, quando sua namorada Adriana se mudou para o apê, os espaços ganharam novas camadas de informação, com mais texturas e cores. Aos poucos ela foi entendendo como ocupar o apartamento para que ele fosse seu também, e assim vieram plantas, incensos, um cantinho de yoga e várias outras coisas. Para garantir tanta amplitude e seus 280m², os moradores uniram 2 apês para formar um só.

O resultado é um lar ainda mais incrível do que antes. Vem conhecer!

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

O apê da Mariana e do Rodrigo

Nesse terceiro apartamento, a planta baixa também é diferente dos demais. O lar de Mariana e Rodrigo tem 69m² e ares de loft, com ambientes totalmente integrados – com exceção apenas do banheiro e da pequena área de serviço. Essa ausência de paredes parece valorizar ainda mais as janelas de ponta a ponta e do piso ao teto, fazendo com que a cidade faça parte da rotina diária dos moradores. O ponto de partida para a decoração foi o estilo urbano e industrial, reforçado pela laje de concreto aparente, pelas portas pretas feitas sob medida e por alguns móveis de metal garimpados. Muitos objetos vintage, plantas e quadros também dão personalidade ao apê do casal.

Bateu a curiosidade de ver o projeto completo? Então vem AQUI.

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Maura Mello, Rafaela Paoli e Alessandro Guimarães

Deixe uma resposta para Ricardo Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 4

  1. Gostaria de saber qual o piso do apartamento da Adriana e do André? adorei!

    Responder
    • Oi, tudo bom?
      Parece ser assoalho de madeira de demolição, ou madeira rústica. Fica super aconchegante mesmo.

      Responder
  2. Maravilhosos, principalmente o apê da Mariana e do Rodrigo, que exploram mais texturas e luzes/cores.
    Só uma dúvida: tá tudo certo nenhuma cortina ou persiana???

    Responder
    • Incríveis esses apartamentos, né? Condizem com o prédio, que também amamos.
      Sobre as cortinas, é uma escolha muito pessoal. Mas com janelas tão lindas como essas, dá até dó esconder, né? Até porque nos andares mais altos não tem tanto problema de exposição.

      Responder