O paraíso é aqui | Capítulo 2

Uma casa com clima de fazenda e vista para o mar em Trancoso

Lia é paulistana, mas mora em Trancoso há tanto tempo que já pode até se considerar uma local – todos no Quadrado a conhecem e sabem de seu amor pela região. Sua casa, um refúgio perfeito voltado para o mar, testemunhou décadas de histórias, encontros e celebrações em família ou entre amigos. “Já tive vários momentos incríveis nessa casa. Foi uma vida, né? Não dá nem pra contar o que já vivi de bacana, porque tudo foi bacana. Vi o sol nascer, a lua surgir, recebi amigos, construí as coisas do zero… enfim, tudo o que criei e que cresceu aqui. Aprendi muito sobre construção, e sobre a vida mesmo”, ela conta.

Atenta às oportunidades, Lia foi uma das primeiras pessoas em Trancoso a alugar sua casa para os numerosos turistas da região, criando o serviço que hoje ela chama de Casas da Lia. “Eu tive um hotel a princípio, junto com o Ricardo Salem. Meus filhos eram pequenos e no verão eu ia pra lá, mas tinha que ficar trabalhando com eles junto – levando e trazendo. Então achei que seria mais fácil se eu alugasse a minha casa mesmo. E na época quando ela estava ocupada eu ia para o hotel”, explica. O negócio deu tão certo que incentivou a empresária a ampliar o número de construções em seu terreno para 3 no total.

Desde o começo, Lia sempre decorou a casa no feeling, se inspirando principalmente em seu entorno para criar composições criativas, obras de arte coloridas e detalhes charmosos escondidos como pequenos tesouros aqui e ali. Ela lembra que fazia tudo sozinha: a pintura das paredes; as colchas de retalhos; os mosquiteiros das camas e até alguns dos móveis – Lia inclusive chegou a ter uma marcenaria com seu amigo Randolfo Calenda durante uma época, então estava sempre inventando alguma coisa.

O jardim exuberante também é reflexo de seu interesse natural pelo tema. “Eu ia pegando as plantas que gostava e que via pela região, muitas espécies nativas mesmo, e fui fazendo sem planejamento. Adoro as árvores de frutas, plantei todas e hoje os macacos comem tudo. Tenho muitas flores também, bem tropical”, Lia diz. Com espírito colaborativo e uma vocação para reunir pessoas, a casa foi tomando forma com a união de muitas mãos. “A piscina quem me ajudou a fazer foi o Randolfo. A casa foi o Ricardo, foi a Beatriz Bittencourt, a Nana e o Flávio… foram os amigos todos. Meu filho me ajudou a reformar a cozinha… todo mundo participou aqui sempre”, ela fala.

Para alguém que se apaixonou por essa região tão cedo e ajudou a construir sua história, o que faz Trancoso ser especial é a espontaneidade e a liberdade que só esse lugar tem. “Aqui tudo é de verdade, sabe? Não tem máscara. Acho isso muito legal, ninguém quer ser o que não é. Eu me sinto bem assim: sou o que sou, não preciso fazer de conta. A única coisa que faço de conta é brincar. Minha vida é bem lúdica, sempre foi. É uma delícia”, Lia diz. Em tudo ela vê beleza, e é uma beleza simples e divertida, como só na Bahia.

Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 8

  1. Essa casa é linda! Transmite uma paz…

    Responder
  2. Uma casa bem aconchegante <3 E achei muito legal o fato dela se interessar em buscar as plantas nativas, deveríamos fazer mais disso!

    Responder
  3. MARAVILHOSA!!!! LUGAR LINDO PARA SE VIVER …ACONCHEGANTE ! Lindo …lindo …lindo !Parabéns pelo pedaço de paraíso !!!!

    Responder
  4. Nossa esta casa é maravilha. Que delicia
    Seja feliz

    Responder
  5. Eu amei absolutamente tudo, um verdadeiro paraíso!!!!! Gostaria muito de saber do que é feita a cobertura de um dos gazebos que parece uma trama…

    Responder
    • Incrível demais essa casa, difícil não amar!
      Puts, não sabemos te dizer exatamente, mas parece ser um tipo de tecido mesmo.

      Responder