Uma nova versão | Capítulo 1

A decoração desse apê muda conforme a personalidade de seu morador

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio. 

As paredes do apartamento do designer Alexandre com certeza guardam grande parte de sua história: ele vive no endereço há mais de 10 anos e, ao longo do tempo, diferentes momentos moldaram sua maneira de decorar o mesmo espaço, refletindo seu crescimento, suas mudanças e vontades. Se por um lado a relação com o lar se torna cada vez mais íntima, por outro, a necessidade pessoal de desenvolver novas formas de olhar evita que o morador se acostume com mesmices. A última reforma, por exemplo, marca um período de renovação total, não só no visual do apê, mas principalmente em sua experiência de morar.

“Passei alguns anos trabalhando em home office e, com o tempo, notei que minha relação com a casa estava mudando. Comecei a associá-la ao trabalho e não ao lar, então a decisão da reforma veio para promover um recomeço nesse sentido”, conta o designer. Como arquiteto, ele contou com o amigo Murilo Nogueira, do estúdio Paralelo, que idealizou o projeto sem deixar de lado nenhuma de suas demandas. Visualmente, o clima escolhido para a transformação foi o de leveza e minimalismo e, para ter o efeito desejado, até mesmo o piso de tacos foi pintado de branco.

“Nessa reforma me desfiz da maioria do mobiliário. A ideia era mesmo promover uma renovação, um novo ciclo de vida. Com isso, muitos dos móveis garimpados ao longo do tempo se foram. Ficaram telas, gravuras e objetos de arte. Mesmo com a nova paleta cromática da casa sugerindo cores mais leves e sóbrias, seria impensável me desfazer desses itens. Cada peça representa um momento da minha vida, então são recheadas de vivências e memória”, diz o morador.

A sala de estar foi o cômodo que mais ganhou versatilidade com a obra. A necessidade de ter um quarto de hóspedes sem abrir mão de uma área social ampla motivou a criação de um ‘quarto reversível’, com uma porta automatizada instalada no meio do ambiente, permitindo a divisão do espaço. Com essa otimização, o designer ganhou o melhor dos dois mundos. E, para completar, a mesma bancada que funciona como rack para a TV ainda cumpre a função de escritório quando preciso.

Como trabalha em uma área criativa, diversas referências ajudam a construir a sensibilidade do morador para suas escolhas na decoração: sites, revistas, viagens e até mesmo a observação de pessoas e seus hábitos. Para ele, viver é uma fonte inesgotável de inspiração.

Alexandre acredita que a vivência do apartamento com intimidade foi deixando claro como aproveitá-lo melhor, sempre priorizando o aconchego e a verdade: “Antes de qualquer coisa, uma casa deve acolher seu dono e sua rotina. Se é uma pessoa sociável, o espaço precisa ser convidativo também para hóspedes e amigos. Além disso, o lar deve representar seu morador, com suas virtudes e falhas. Um lugar perfeito parece mais um showroom do que propriamente uma casa, soa falso. São esses ruídos, os objetos que saem da lógica estética, as peças ligeiramente cafonas, mas cheias de vivência, que trazem de fato uma verdade, um DNA próprio, deixando mais forte a conexão entre a casa e seu morador”.

Fotos por Maura Mello

CONTINUA

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 14

  1. Lindo! Um apartamento que causa bem-estar, vontade de ficar…

    Reply
  2. Gente, vi no stories vocês falando que já tinham visitado esta casa antes. É isso mesmo?
    Se sim, conseguem compartilhar o link para poder ver esta evolução?
    Bjs

    Reply
  3. Lamentavelmente vocês não cerraram a porta de aço que divide a sala….. A gente que acompanha quer ver TUDO. Uma pena mesmo!!!!

    Reply
    • Oi Sergio, tudo bom?
      Em uma das fotos dá para ver o mecanismo da porta perto da viga no teto. É como se fosse uma porta de garagem, sabe?
      Não fotografamos fechada, mas dá pra ter uma ideia. 🙂 Beijos

      Reply
  4. Que apto lindão!!!! A sacada da porta automática foi sensacional <3

    Reply
  5. Gostei demais do tapete, vcs sabem dizer o material e de onde é? A casa ficou uma delícia, bem clean, mas com aconchego, adorei!

    Reply
    • Ficou linda mesmo, né?
      O tapete é de corda náutica da marca By Kamy. Feito sob encomenda, mas o arquiteto Murilo Nogueira nos contou que tem várias opções de cores e é bem resistente. 🙂

      Reply
  6. Gostei do sofá! De onde é?

    Reply
    • Eu também gostaria de saber 🙂

      Reply
      • Oi Luiz,
        O sofá foi desenhado pelo arquiteto Murilo Nogueira e feito sob medida.
        Beijos

        Reply
    • Oi Renata, tudo bom?
      Na verdade o sofá foi desenhado pelo arquiteto Murilo Nogueira e feito sob encomenda. Então é uma peça única.
      Beijos

      Reply

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa