Jeito próprio | Capítulo 1

Um apê que reflete o estilo dos moradores sem grandes reformas

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio. 

A recepção na casa da modelo Jessica Pauletto e do fotógrafo Rodrigo Bueno é calorosa – para dizer o mínimo. Sempre que o casal retorna de alguma viagem a trabalho ou de férias, seus três cachorros e a gata Sushi correm a seu encontro. “Nada melhor do que chegar em casa e ser recebido por eles”, os dois contam. Além da divertida família que Jessica e Rodrigo criaram, o apartamento em plena Praça Roosevelt, no centro de São Paulo, tem vários outros atrativos, como a decoração inventada por eles mesmos. “A gente queria um clima bem confortável. Com cara de casa mesmo, e de que pessoas vivem ali”, explicam.

O casal descobriu o apê em 2016 e na época o lugar acabara de ser reformado, então os ambientes da área social já estavam integrados como Jessica e Rodrigo queriam. A cozinha e um dos quartos tinham sido abertos para a sala, reforçando a entrada de luz natural e a sensação de espaço. Mesmo vivendo em um ponto agitado da cidade, os dois têm bastante privacidade e uma vista linda da varanda. Apesar das vantagens e da reforma recente, o casal ainda quis fazer alguns ajustes no imóvel: eles trocaram as janelas por modelos antirruído; substituíram armários; criaram uma parede de cimento na sala; instalaram ar-condicionado e restauraram o piso de madeira para remover arranhões e deixá-lo fosco. Como as mudanças não seriam tão intensas, os próprios moradores conceberam a minirreforma.

Tanto Jessica quanto Rodrigo viajam com frequência a trabalho e estão sempre cercados de inspiração, então eles acumularam essas referências vindas de vários lugares e as traduziram em espaços com alma. “Todos os dias estamos vendo coisas novas e interessantes. Com certeza isso influencia em mudar algo na decoração”, dizem. Na verdade, tudo acaba virando bagagem: viagens que fazem juntos; exposições de arte; casas que alugam no Airbnb; hotéis; revistas de moda ou decoração; locações onde muitas vezes trabalham e assim vai. As paredes, por exemplo, trazem obras e fotografias de amigos ou do próprio Rodrigo.

Quanto aos pets, a convivência com eles é só alegria. “Eles trazem uma energia muito boa para a casa. Podemos passar horas os assistindo. E acabam influenciando na decoração também”, o casal comenta. Jessica e Rodrigo explicam que dedicam bastante tempo à educação deles, então dificilmente a turminha destrói coisas no apê, mas um ou outro incidente já aconteceu. “Para um apartamento com 3 cachorros e uma gata, até que não tivemos muitos prejuízos. Até hoje a Sushi destruiu um pufe e a Mel acabou com uns 4 tapetes, mas só”, eles brincam. O segredo está em criar ambientes com distrações para os bichinhos, como arranhadores, brinquedos e afins.

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Sem grandes obras ou intervenções, Jessica e Rodrigo transformaram um imóvel antigo que não combinava tanto com eles em um lar que os reflete por completo – das cores aos quadros. “Antes o apê tinha uma decoração meio hippie. A sala trazia paredes verdes e coloridas, por exemplo. Mas agora o apartamento de fato tem nossa personalidade”, falam. * Curioso para conferir o restante da casa? Acompanhe tudo no Capítulo 2 aqui no blog!

Fotos por Isadora Fabian, do Registro de Dia a Dia

CONTINUA

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    NOS VEMOS NO INSTAGRAM
    @historiasdecasa