Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

Não poderíamos contar a história dos outros sem antes contar a nossa, por isso pareceu natural que estreássemos o site mostrando nosso próprio lar. Seja bem-vindo e sinta-se em casa.

Assim que a porta se abre somos recebidos pela luz do sol e pelo cheirinho de incenso. Plantas espalhadas pela sala, texturas naturais e uma organização despojada levantam a dúvida se estamos mesmo em São Paulo. É difícil escolher o que admirar primeiro, pois tudo desperta o interesse: a coleção de livros, a vista da cidade, os objetos vindos dos quatro cantos do mundo… Esse é o apê da Paula Passini e do Pedro, cultivado todos os dias sem pressa.

decoracao-historiasdecasa-mundo-001

decoracao-historiasdecasa-mundo-gif

decoracao-historiasdecasa-mundo-002

Além de ser uma das idealizadoras do Histórias de Casa, ela é também designer de interiores e administradora. Já ele é um economista carioca apaixonado por cinema, literatura e surf, porém com a companhia dela acabou desenvolvendo um olhar sensível – não apenas para a casa, mas para tudo o que possa ser inspirador. Tanto é que os dois se encantaram pelo apartamento logo na primeira visita. O bairro é bacana e de fácil acesso, o prédio tem um jardim tropical no térreo e o pé-direito é alto, mas o que realmente os conquistou foram as janelas. Em todos os ambientes as esquadrias vão de ponta a ponta, assim a luz alcança tudo a qualquer hora do dia. O prazer de tomar café da manhã com um solzinho batendo no rosto é algo que não tem preço.

Mas como sempre, nem tudo era perfeito. Erguido nos anos 60, o imóvel de 110m² estava com alguns revestimentos detonados, além de espaços dispostos de forma pouco prática. A reforma foi inevitável, mas por mais que esse seja um processo às vezes estressante e demorado, cada um dos 7 meses de obra foi bem aproveitado. A Paula, que sempre gostou de arquitetura e decoração, diz que esse foi o empurrãozinho que faltava para ela começar o curso de design.

decoracao-historiasdecasa-mundo-003

decoracao-historiasdecasa-mundo-004

decoracao-historiasdecasa-mundo-005

Entre as principais alterações estruturais estão a retirada das paredes e dos azulejos da cozinha, a criação de um lavabo com box e o piso de cimento queimado em alguns pontos do living. Uma boa surpresa foi descobrir que todas as paredes eram de tijolinhos originais, então a decisão de deixá-los expostos na sala aconteceu naturalmente. O piso de tacos foi mantido e as inusitadas divisórias de vidro que separam a varanda também. Quase como um cômodo dentro do outro, ela funciona como jardim e não compromete a iluminação, tanto que é chamada carinhosamente de “aquário” pelo casal.

Quando a obra acabou a verba estava curta, então as peças entraram aos poucos, uma poltrona aqui, um criado-mudo antigo ali… Com o tempo o lar foi ganhando alma e virou um conjunto de coisas compradas, herdadas, criadas e trazidas de viagem. Coisas com história. A mesa de jantar com bancos é da casa de infância do Pedro no Rio; a poltrona de madeira é do primeiro apartamento dos pais dela; a mesinha de centro foi feita com um pallet da antiga empresa de papelão do avô e inspirada em um modelo que viram na França… E isso pra citar apenas algumas.

decoracao-historiasdecasa-mundo-006

decoracao-historiasdecasa-mundo-007

decoracao-historiasdecasa-mundo-008

Um capítulo importante na história da Paula e do Pedro aconteceu antes da mudança: eles decidiram conhecer o mundo. Foram quase nove meses na estrada e muitos países surpreendentes no roteiro, como Síria, Israel, Marrocos e Rússia, além de destinos mais conhecidos, como Itália, Espanha e China. Da viagem trouxeram esculturas, quadros, objetos criativos e tecidos, mas o mais precioso nessa bagagem são as experiências que puderam compartilhar e que hoje moldam a personalidade de ambos. De certa forma ter essas peças por perto mantém vivas as memórias de alguns dos momentos mais bonitos que já viveram.

decoracao-historiasdecasa-mundo-009

decoracao-historiasdecasa-mundo-010

decoracao-historiasdecasa-mundo-011

Esse jeito relax do apê não é por acaso. Aliás, depois de visitar tantos lugares especiais, a única coisa que a Paula não queria era que sua casa tivesse ‘cara de São Paulo’. Justamente para quebrar um pouco a dureza da cidade, a decoração tem clima de praia e prioriza o conforto acima de tudo – para eles e para as visitas também. “Eu nunca quis fazer uma casa que passasse austeridade ou que fosse sóbria demais, por isso aqui é o meu oásis, onde me sinto protegida e à vontade para fazer o que quiser”, ela confessa.

Fotos por Igor Giroto

CONTINUA