Essa matéria foi criada em parceria com a OBRAH, uma galeria online pensada para tornar a arte e o design mais acessíveis. Se você sempre quis ter obras de arte e quadros incríveis em casa, mas não sabia direito onde procurar, vem com a gente conhecer esse apê com paredes repletas de opções lindas e muito especiais da Obrah.

Quando a Rafaela e o Guilherme se mudaram para esse apartamento na Bela Vista há 2 anos, o lugar era praticamente uma tela em branco. Alugado, o imóvel não permitia que o casal fizesse transformações mirabolantes, porém eles conseguiram imprimir sua personalidade em cada canto com criatividade e sem precisar de reformas. Boa parte desse processo de decoração ficou a cargo de Rafa, que além de trabalhar como designer gráfico e designer de interiores, é uma das fotógrafas do Histórias de Casa – o que quer dizer que ela vive cercada de referências inspiradoras de todas essas áreas. Animado com o novo apartamento, Gui também participou de algumas escolhas e hoje os dois aproveitam seu lar na companhia do cachorro Vênus.

O clima leve e solar do apartamento não está ali por acaso. “Gostamos de sol, praia, estar ao ar livre… então tentamos trazer alguns elementos que ajudassem a dar essa sensação mesmo sem termos uma varanda, daí veio a ideia da rede na sala e do futon no escritório”, Rafa conta. Um complemento recente que também reforça essa atmosfera é a dupla de cadeiras de praia, adquiridas durante a quarentena para compensar a falta de estar do lado de fora – assim pelo menos o casal fica em meio às plantas espiando a rua pela janela.

“No início a gente não tinha muito o que colocar nas paredes, então decidimos pintar a sala de jantar, assim o ambiente não ficaria parecendo meio vazio e daria uma ressaltada nas plantinhas lá no fundo”, a moradora explica. Durante um tempo, as paredes do apê permaneceram sem quadros, mas tudo mudou quando Rafaela conheceu a galeria de arte online Obrah. Com uma curadoria bem interessante de talentosos artistas, designers e fotógrafos do mundo todo, a Obrah foi o lugar perfeito para o casal encontrar os quadros que faltavam para completar a casa.

Segundo Rafa, as obras deixaram o apê bem mais colorido e alegre. “Curto quadros gráficos que me fazem dar uma viajada sobre o que estava na cabeça do designer/artista quando ele produziu aquilo; ou que me levem para outros lugares por alguns instantes, isso é divertido”, ela diz. Entre tantas obras novas, a moradora destaca suas favoritas: os quadros em preto e branco do home office e do quarto; e as fotografias coloridas, que também trazem os traços gráficos que ela tanto gosta.

O apê tem uma decoração bem colorida e alegre, que reflete o jeito dos moradores e seus interesses. Máquinas fotográficas antigas, por exemplo, remetem à uma das grandes paixões de Rafa, e o casal também adora trazer objetos únicos de viagem. “O mais legal é que a cada coisa nova que adquirimos, ou almofadas que trocamos, o ambiente muda um tiquinho”, ela fala.

As plantas, em especial, ajudaram a dar forma ao apartamento – inclusive elas foram algumas das primeiras aquisições do casal. Eles dizem que esse contato com o verde os transporta para mais perto da natureza, mesmo estando no meio do caos da cidade. “Fora os quadros, nossa decoração é basicamente feita de plantas”, os dois brincam. Para Rafa, elas também resgatam uma memória engraçada da casa em que morou durante a infância: “Quando eu era pequena, tínhamos várias samambaias-paulistinha penduradas na garagem, e na verdade eu as achava super bregas na época. Depois que cresci, comecei a adorá-las e quis me redimir, por isso temos uma samambaia de metro lindona ali perto da janela. E por isso também quis que muitas das plantas fossem penduradas”.


Se a relação com o apartamento já era intensa e prazerosa antes de a quarentena começar, agora o lar se tornou o grande refúgio do casal. Nesses últimos meses eles aprenderam a dividir o mesmo home office, a brincar com o cachorro dentro de casa mesmo e a curtir mais a paisagem. Aliás, os dois inventaram até um ‘bistrô’ particular: “Trazemos uma mesinha que temos na cozinha para a janela do escritório, e a gente cria nosso próprio bar para fazer um happy hour com vista e vento na cara”, eles contam. Com uma casa tão gostosa assim, é fácil se sentir acolhido!

Fotos por Rafaela Paoli, do Estúdio Pulpo