Quem chega ao apartamento da cineasta Marcela logo percebe que ali vive uma pessoa ligada à arte. Com móveis e objetos simples, porém interessantes, ela conseguiu criar arranjos que contam um pouquinho de sua história em cada cômodo.

Integrado à sala de estar por meio de divisórias leves que lembram esteiras de fibra natural, o escritório é um dos ambientes mais usados pela moradora. A mesa de trabalho foi colocada em frente à janela de propósito, para que Marcela pudesse espiar a rua, avistar os vizinhos de bairro e curtir o verde da copa das árvores. Com um cenário desses fica difícil perder a inspiração, mas caso isso aconteça ela pode recorrer a um dos inúmeros livros que preenchem a estante de cima a baixo. Sua biblioteca particular acomoda também muitas lembranças trazidas de viagens, presentes de amigos e prêmios conquistados ao longo da carreira.

Decoradas com fotografias antigas, ilustrações e pôsteres de filmes nos quais a cineasta trabalhou, as paredes compartilham trechos de sua vida. Entre as obras favoritas de Marcela estão a gravura desenhada pela ilustradora Adriana Alves, a imagem de uma roda-gigante em Paris registrada por Eduardo Muylaert e o retrato de uma mulher ao vento, do fotógrafo Wladimir Fontes, porém seu grande xodó é a coleção de quadrinhos de família que sua mãe lhe deu alguns anos atrás. De diferentes tamanhos e formatos, as molduras mostram a mistura de italianos, espanhóis e mineiros que compõem a árvore genealógica da moradora: “Às vezes fico olhando e pensando se eles estão contentes com a continuação da nossa história.”, brinca ela.

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-15

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-16

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-17

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-gif

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-18

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-19

Com uma cerejeira bem na altura da janela e uma rede despojada que quase sempre fica pendurada sobre a cama, o quarto tem um astral tão positivo quanto o de sua dona. Para ela, um bom livro, uma almofada e uma xícara de chá conseguem transformar essa rede no melhor lugar do mundo – a companhia de seu namorado Miguel, que foi morar com ela há quatro meses, também ajuda muito, é claro.

Nesse espaço os móveis também foram desenhados pela Marcenaria Baraúna e encomendados pela antiga proprietária, por isso o guarda-roupa tem detalhes originais, como a gaveta que une diversos tons de madeira ou os puxadores em formato de triângulo. A cama, que nada mais é do que um tablado com um futon em cima, foi uma das coisas que mais encantaram Marcela quando ela descobriu o imóvel, por isso a compra só foi feita depois que a peça foi inclusa no pacote.

Tão colorido quanto a cozinha, o banheiro ganhou a mesma Formica laranja e o mesmo tom de tinta usado no cômodo vizinho. Um dos espelhos, que vai quase até o teto, se transformou em uma espécie de camarim, com direito a fileiras de lâmpadas nas duas laterais para garantir a melhor iluminação possível. O toque inusitado fica por conta da luminária de teto, que imita o formato de um disco voador e deixa o ambiente ainda mais alaranjado quando acesa.

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-21

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-22

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-23

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-25

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-14-banheiro

decoracao-apartamento-colorido-historiasdecasa-28

Quando alguém pergunta para a Marcela o que faz de seu apê um lugar tão especial, a resposta está na ponta da língua: “A luz do sol, o equilíbrio das cores, as frutas e grãos fresquinhos, o melhor namorado do mundo, as luminárias que dão um clima à noite, os amigos que sempre vêm visitar e a biblioteca, com o mundo todo para ser descoberto sem precisar sair de casa!”. Tem como discordar?

Fotos por Isadora Fabian