Antes e Depois | Reforma no banheiro

Uma transformação completa deu cara nova ao espaço

Nós respiramos decoração todos os dias e vivemos cercadas de referências legais aqui no blog, então era inevitável que nossa casa se transformasse em um lugar para testar ideias também. De tanto mudar aqui e ali, decidimos compartilhar nossas aventuras e reformas com vocês. Acompanhem!!!

Moro nesse apartamento há 8 anos. Quando compramos o imóvel, o banheiro já era todo branquinho, mas precisava de um trato mesmo assim. Na época, nós trocamos as janelas de ferro por novas, pintamos os azulejos com tinta epóxi e revestimos a marcenaria existente com Formica branca. Não foram grandes mudanças, mas na época já deu uma aparência melhor para o banheiro. Não era o espaço dos sonhos, mas seguimos com ele por todos esses anos. Na verdade, eu adoro reformas, vivo mudando as coisas no apê… e o banheiro foi sempre o ambiente mais abandonado da casa – então na primeira oportunidade que surgiu, ele foi escolhido para uma reforma total.

ANTES

Sempre preferi peças mais artesanais às industrializadas. Em uma reunião com o Junior, da marca Ladrilar, ele nos ofereceu os pisos caso desejássemos fazer alguma intervenção em casa, então o ladrilho hidráulico foi o ponto de partida para o meu novo banheiro. Seguindo essa vibe mais artesanal, comecei a pesquisar no Pinterest referências de banheiros na Grécia, em Trancoso, na Indonésia… minha ideia era trazer para o espaço um clima gostoso de praia, mas sem ficar muito caricato.

Demorei um pouquinho para definir o revestimento das paredes. A questão do azulejo foi uma grande dúvida para mim. Sabia que não queria trabalhar com o azulejo de metrô, porque apesar de lindo já está meio batido, mas eu precisava de algo neutro, já que meu piso seria super chamativo. No final, acho que acertamos no azulejo 15×15 instalado em amarração. Ficou clean, simples e bonito. Para complementar, escolhi os metais da DOCOL, que também traduzem essa linguagem e valorizam ainda mais a bancada de granilite.

Quem me ajudou em todo o processo da reforma foi a arquiteta Julia Varon, do escritório Forma 011. Nós já publicamos alguns projetos dela aqui no blog – inclusive sua casa – então conhecíamos bem seu estilo. O acompanhamento da Julia foi essencial. Existem detalhes bem técnicos em uma reforma e definitivamente não daria para fazer quebra-quebra sem um profissional acompanhando. Outro ponto importante é a equipe envolvida na obra. Por exemplo, a instalação dos ladrilhos precisa ser feita por profissionais experientes para evitar problemas futuros. E nesse ponto, indicamos o pessoal da Coloc Pisos.

DEPOIS

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Quando a reforma acabou, o impacto foi impressionante. O piso é a grande estrela do banheiro, mas sem os outros detalhes ele ficaria bem menos valorizado. Eu amei a textura rústica da parede, tinha visto essa ideia em uma casa que visitamos, e que também é projeto da Julia, e quis tentar no meu banheiro usando uma outra cor. Nós mesmas fizemos a pintura usando uma esponja grande e bem molhada para criar o efeito. Foi super divertido!

Outra coisa que fez a diferença foi a marcenaria. Queria um móvel com ripas de madeira e lá fui eu novamente para o Pinterest procurar ideias. Juntando uma referência aqui, outra ali, chegamos nesse móvel que tem essa transição das ripas de madeira para as de acabamento em laca branca. Não queria abrir mão do espelho grandão que tinha no banheiro, então criamos uma moldura de madeira para deixar ele mais charmoso. E não posso deixar de comentar do cabideiro e do banco, que são duas peças que amo!

Para a decoração, queria elementos naturais e texturas. Usei algumas coisas que já tinha em casa, como o azulejo de Iemanjá da artista Calu Fontes e um galho lindo que peguei na praia. E comprei outras coisas, como os cestos indígenas, o leque e a cabeça de cerâmica da artesã Cida Lima. No final, o banheiro ficou exatamente como eu queria: com um clima gostoso de praia!

.

Ladrilhos hidráulicos: o que você precisa saber

Como sabemos que muitos de vocês podem ter dúvidas em relação ao revestimento – principalmente quando utilizado em uma área molhada como o banheiro – pedimos para o Junior, da Ladrilar, responder as perguntas mais frequentes sobre o tema.

Pode usar ladrilho em áreas molhadas? Precisa de cuidado especial?

Ladrilar: Os ladrilhos podem ser usados em todos os ambientes, mas para áreas que recebem muita água, é preciso tomar cuidado com o rejunte e a resina, que devem ser muito bem aplicados para evitar infiltração, principalmente no piso do box.

Como limpar ou restaurar ladrilhos antigos ou manchados?

Ladrilar: O primeiro passo é remover a resina ou cera que as peças tenham recebido. O ideal é usar um thinner fraco (para não ter perigo de agredir o pigmento). Com isso saberá exatamente o estado dos ladrilhos. Se ainda assim estiver manchado, o procedimento correto é lixar com lixa d’água número 220, sempre com água e detergente neutro, fazendo movimento circulares suaves. É importante saber que a limpeza dos ladrilhos se dá por ação mecânica e nunca por ação química.

O que fazer quando cai uma substância que mancha?

Ladrilar: Remover imediatamente com água e detergente neutro, depois precisa verificar se esta substância não removeu a resina. Caso tenha removido, pode reaplicar apenas neste ponto.

Quanto tempo leva da compra até a instalação em média?

Ladrilar: Os ladrilhos são fabricados artesanalmente, as peças após a produção ficam submersas em tanques com água e depois vão para prateleiras até dar a cura completa. Este processo varia bastante de acordo com o clima, porque os ladrilhos curam no tempo. Normalmente são necessários 50 dias. A instalação rende aproximadamente 5m² por dia.

Resina ou cera? O que é melhor? (Com ou sem brilho?)

Ladrilar: As resinas são melhores, protegem mais, duram mais… a cera serve apenas para acabamento. A resina semibrilho é a que mais dura nos ladrilhos, cerca de 5 anos. As foscas duram menos, por volta de um ano.

Qual a melhor cor de rejunte? Similar ao tom da peça ou criando um contraste?

Ladrilar: Isso fica à critério do cliente, mas como as peças de ladrilho têm junta seca, ou seja, as peças ficam encostadas umas nas outras, dificilmente escolhem cores diferentes das usadas na base do ladrilho.

Como escolher os metais do banheiro?

Outra dúvida comum em uma reforma de banheiro é a escolha dos metais, já que existem muitas opções com diferentes especificações técnicas. Por isso, pedimos algumas dicas rápidas para o pessoal da marca DOCOL, cujos produtos utilizamos nessa reforma. Confira abaixo:

Qual a diferença entre torneira e misturador?

Docol: Chamamos de torneiras os metais que oferecem apenas água fria. Podemos ter torneiras de bancada, nas versões bica baixa e bica alta, e também torneiras de parede. Fique atento ao modelo de cuba escolhido. O misturador é o metal que faz a mistura das águas quente e fria por meio de 2 volantes de acionamento. Podemos ter misturadores de bancada e de parede.

O que é mais indicado para banheiros? Torneira de mesa ou de parede?

Docol: Em projetos novos, o que determina o tipo de produto é a cuba escolhida para compor o ambiente. Alguns tipos de cuba pedem torneiras com as bicas mais alongadas ou modelos de parede para facilitar o acionamento. O mais indicado para banheiros é sempre o produto que ofereça maior conforto ao usuário. Em caso de reformas, verifique se a cuba existente será substituída ou não. Se não, verifique a furação já existente antes de escolher o produto. Em caso de dúvidas, consulte um vendedor ou promotor DOCOL.

Na hora de escolher o chuveiro, como saber qual a vazão indicada (dependendo do andar do prédio, da pressão, etc)?

Docol: Para escolher o chuveiro ideal é importante observar 2 pontos principais: o sistema de aquecimento de água existente e a pressão de água do local. Todo sistema de aquecimento possui uma capacidade de litros por minuto. É importante, nesse caso, que o consumo do chuveiro seja compatível com a capacidade de aquecimento existente. Não esqueça de contabilizar o consumo estimado de todos os pontos hidráulicos de uma residência que possam ser acionados simultaneamente. Exemplo: chuveiro + monocomando da cozinha. A soma dos consumos de água deve ser compatível com a capacidade do aquecedor.

Outro ponto bastante importante é a pressão de água do local. Nos manuais e embalagens dos produtos geralmente é informada a pressão de água mínima indicada para que o funcionamento seja perfeito. Quanto mais distante seu chuveiro estiver da caixa d´água (verticalmente), maior será a pressão de água do local. O mínimo recomendado são 2 metros de coluna d´água (m.c.a). Caso a pressão não seja suficiente, você pode recorrer a um pressurizador. Quando a pressão for exagerada, você pode recorrer a um registro regulador de vazão para chuveiros ou um restritor.

O que determina um banho confortável não é exatamente a vazão do chuveiro (quantidade de litros por minuto). Outros fatores como a distribuição dos jatos e a área de cobertura podem fazer toda a diferença e trazer relaxamento e bem-estar.

.

Ainda tem dúvidas? Então mande sua pergunta nos comentários do post que nós respondemos!

Fotos por Maura Mello

ONDE ENCONTRAR

OS METAIS USADOS NO BANHEIRO

Leave a Reply to Histórias de Casa Cancel reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 13

  1. Adorei o post! Estou planejando reformar o meu apartamento, anotei boas dicas. Muito obrigada!
    Camila Antunes

    Reply
  2. Olá, poderiam me dizer de onde é esse cabideiro? Obrigada

    Reply
    • Oi Paula, tudo bom?
      Na verdade o cabideiro foi feito sob medida pelo marceneiro. Então não vende pronto.
      Beijos

      Reply
  3. Olá, parabéns, foi lindo o banheiro.

    Gostosa de saber se você indica quem fez a laca no gabinete. Quero fazer um assim para cozinha, mas não tenho nenhuma referência concreta…
    Agradeço desde já se for possível.
    Abraços,
    Carol

    Reply
    • Oi, Carolina, tudo bem? Nesse banheiro a marcenaria ficou por conta da Home Móveis. Bjs

      Reply
  4. Gente, falem sobre o box! Em uma única reforma coloquei três vezes e ainda não ficou bom. Vaza água. Podem tratar deste tema? Obrigada!

    Reply
    • Não sabemos qual o caso do seu box, mas nossa dica para essas obras mais chatas, como banheiro e cozinha, que envolvem encanamento, é contratar uma equipe de confiança. Acaba evitando algumas dores de cabeça…

      Reply
  5. Gente, eu ameiiiii!! Eu tinha visto a foto no Instagram, mas só descobri o vídeo por uma foto no Pinterest <3
    Muito bom mesmo!! A escolha das cores foi maravilhosa, aiiiii nem sei o que dizer, de tão maravilhada que estou <3 <3 <3 <3

    Reply
    • Oi!!! Eba, demais que gostou.
      Estamos bem felizes com o resultado. Ficou do jeito que a Paula queria mesmo!!!

      Reply
  6. Achei que ficou com cara de praia mesmo 🙂

    Reply
  7. Já era lindo e agora ficou maravilhoso. Super leve, só faltou a rede rsrs. Estou louca atrás desse quadrinho de Iemanjá,onde posso encontrar? Bjos!

    Reply

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa