Beleza natural | Capítulo 1

Um apartamento acolhedor inspirado na praia

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

A arquiteta Manuela cresceu em Ilhabela e passou boa parte de sua infância em uma casa pé na areia, então a praia sempre fez parte de sua história – inclusive depois que ela se mudou para São Paulo com a família. Decorado com móveis de madeira rústica, peças de fibra natural e cores alegres, como os elementos azuis que remetem ao mar, seu apartamento em Pinheiros é uma declaração de amor ao clima praiano e nem parece estar em um dos bairros mais movimentados da cidade. “Esse sempre foi o estilo de decoração das casas em que morei e acho que acabei herdando dos meus pais esse jeito despojado de viver.”, conta Manu.

Na época em que a mãe de Manu comprou o apê a arquiteta tinha apenas 16 anos e ainda não havia escolhido sua futura profissão, então ela não opinou muito durante a reforma. Antigo e pouco conservado, o imóvel foi repaginado em uma obra objetiva que envolveu a substituição de alguns dos revestimentos e a retirada da parede que separava as salas de jantar e estar. Além dos ambientes amplos e das grandes janelas, o apartamento traz uma sensação de casa por estar no primeiro andar do prédio e ainda é privilegiado com um charmoso terraço ao ar livre.

02-decoracao-porta-ferro-antiga-abajur-cupula-estampada

03-decoracao-apartamento-sala-estar-clima-praia-cores

04-decoracao-tecido-sobre-sofa-almofadas-estampadas-etnico

05-decoracao-azul-abajur-tingido-mesinhas-brancas

06-decoracao-sala-estar-clima-praia-almofadas-coloridas

07-decoracao-mesa-centro-madeira-costela-de-adao

08-decoracao-mesa-centro-livros-moda-acessorios

09-decoracao-estante-madeira-rustica-casa-praia

Há algum tempo a mãe e a irmã da moradora mudaram de endereço, deixando o apê todo para ela. Foi aí que Manu conseguiu moldar os espaços de acordo com suas vontades e seu gosto pessoal: “Fiz um ou outro retoque nos ambientes para deixá-los com a minha cara, porém sem grandes investimentos ou reformas. O que mais gostei de fazer foi trocar a cor da parede bordô da sala de jantar por um tom de azul bem suave, trazendo mais claridade e amplitude ao cômodo.”, ela explica. Aliás, a arquiteta defende a pintura das paredes como uma solução econômica, rápida e de forte impacto no visual da casa.

Os móveis que Manu escolheu para compor a decoração contribuem, e muito, para o astral praiano do apê e ainda despertam boas memórias. “A cristaleira azul e o paneleiro que fica acima da pia da cozinha eram xodós dos meus pais na casa de Ilhabela e fazem toda a diferença aqui. Tenho vários objetos trazidos de lá, mas acrescentei coisas novas dentro desse mesmo contexto rústico.”. Outros itens especiais são os quadros, também herdados da família – dois deles foram pintados por seu pai e trazem a paisagem de Camburi – e a poltrona vintage da sala de estar, uma relíquia que pertenceu ao antigo apartamento de seus avós, onde aconteceram todos os Natais de sua infância.

10-decoracao-sala-jantar-rustica-cristaleira-cadeiras-azuis

12-decoracao-sala-jantar-cristaleira-madeira-rustica

11-decoracao-sala-jantar-rustica-parede-azul-clara-quadros-praia

13-decoracao-sala-jantar-cristaleira-madeira-rustica

14-decoracao-sala-jantar-rustica-parede-azul-clara-quadros-praia

15-decoracao-apartamento-arquiteta-manuela-albuquerque-ilhabela

16-decoracao-cozinha-antiga-paneleiro-suspenso-azul

Com acessórios interessantes e armários pintados com a mesma tinta usada na sala de jantar, Manu transformou a cozinha sem precisar mexer na estrutura ou nos revestimentos originais. “O azul é a minha cor preferida, então quis usá-lo também na cozinha para trazer vida ao espaço. No restante do apê, sua presença foi se fazendo aos poucos, quase que inconscientemente. Acho que é uma cor que traz tranquilidade, conforto e claridade – características que considero essenciais na criação de um lar.”, resume ela.

Fotos por Luiza Florenzano

CONTINUA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 5

  1. Que ambientes lindos!! Amei!

    Reply
  2. Aqui é maravilhoso e inspirador!
    Graças a tudo isso me apaixonei por arquitetura e decidi o que cursar 🙂

    Reply
    • Sério???? Que máximo Eduarda!!! 🙂
      Ficamos super orgulhosas agora… Nós (Bruna e Paula) somos formadas em Design de Interiores, então incentivamos muito quem segue essa área. Parabéns!

      Reply
  3. Casa linda! Cheia de vida! Com cara de casa de vdd. Adoro móveis rústicos. Minha cor preferida tb é o azul.
    Dá vtd de ser amiga da Manu. rsrs
    Ansiosa para ver o segundo capítulo. Vcs como sempre arrasando 🙂

    Reply
    • A combinação dos móveis rústicos com as cores fortes ficou muito linda mesmo! O Capítulo 2 está bem legal também: vai ter quarto, cama vintage e um quintalzinho charmoso. 🙂

      Reply

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa