Vida em família | Capítulo 2

Espaços integrados e móveis coloridos acolhem os moradores dessa casa com jardim

Em uma rua tranquila, repleta de casas e árvores que ocupam as calçadas, Lívia e Gustavo encontraram o lugar perfeito para abrigar sua família – quer dizer, quase perfeito. Antes da mudança o casal precisou investir em uma extensa reforma até que a construção antiga realmente refletisse seu modo de viver. Perdeu o começo da história? Então confira também o Capítulo 1.

Como já era de se esperar, a obra – que começou tímida, com um ajuste aqui, outro ali – se prolongou até a cozinha, um dos cômodos mais importantes para os moradores. Instalada em um andar intermediário, ela perdeu paredes para se integrar a uma pequena copa e à sala de jantar, ambas com vista para um trecho delicioso do jardim. Para Lívia iluminação natural nunca é demais, por isso ela pediu a abertura de outras duas janelas sobre a bancada da pia. Com receio de que o ambiente pudesse ficar com aquela cara de marcenaria planejada, a empresária apostou em soluções nada óbvias, como os nichos de alvenaria revestidos de azulejos e os armários descombinados de propósito: de um lado exibem um degradê de verdes, do outro portas de madeira com interior em lambri branco.

Posicionada em um ponto estratégico, a ilha que acomoda o cooktop não só fica de frente para a área externa, como também permite que os moradores cozinhem enquanto interagem com os amigos. É nessas horas que o sofá de couro desgastado se torna um dos cantos mais disputados da casa. A sala de jantar, onde fica a coleção de pratos de parede da família, é um deleite para os olhos com suas cores alegres. De modelos diferentes e com pegada retrô, as cadeiras de madeira e ferro camuflam o assento mais alto de Inácio, filho do casal, que costuma se divertir como anfitrião na cabeceira da mesa.

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-27

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-28

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-29

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-30

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-31

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-32

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-33

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-34

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-35

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-36

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-37

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-38

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-39

Como bons gaúchos, Lívia e Gustavo faziam questão de ter uma churrasqueira generosa no lado de fora da cozinha. Segundo eles, essa área ainda está inacabada, mas mesmo assim é o lugar mais usado nos dias de festa. Enquanto espera o churrasco sair, a turma aproveita para curtir o quintal nas poltronas que ficam ao ar livre ou no banco de concreto: “Na verdade fizemos a base do banco de alvenaria e íamos revesti-lo com madeira, no entanto gostamos tanto do resultado que acabamos não finalizando.”, conta a moradora. Informal como os momentos de lazer pedem, o jardim ainda invade praticamente todos os cômodos através dos painéis de vidro e das grandes aberturas.

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-40

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-41

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-42

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-43

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-44

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-45

O último andar, onde ficam os quartos, foi o menos afetado pela reforma, pois o quebra-quebra se restringiu aos banheiros. Inácio ganhou uma banheira de cimento queimado com nicho para guardar brinquedos e seus pais aproveitaram para trocar os revestimentos antigos. Em seu quarto o casal fez escolhas simples, porém certas o bastante para trazer aconchego e conforto às horas de descanso: o guarda-roupa antigo foi pintado de cinza e equipado com novos puxadores, a cômoda virou criado-mudo, a cama recebeu almofadas coloridas e muitos quadros na cabeceira… Tudo para que o espaço ficasse claro e alegre.

Acostumada a criar cenários infantis e outras produções incríveis para os eventos organizados por sua empresa, a Decoração do Baile, Lívia tirou de letra a concepção do quarto de Inácio. Animado, o filho também opinou, é claro. Foi ele quem elegeu a cor do armário e está sempre querendo mudar os quadrinhos na parede. Agora que está curtindo a fase dos super-heróis, ele e a mãe sentam juntos para recortar imagens de seus personagens favoritos e colar tudo com fita crepe mesmo, que é fácil de tirar. Empilhados em um dos cantos do ambiente, os caixotes de madeira deixam os brinquedos à mão, porém evitam a bagunça.

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-46

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-47

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-48

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-49

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-50

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-51

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-52

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-53

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-54

decoracao-casa-integrada-colorida-historiasdecasa-55

Apaixonante. Essa talvez seja a melhor palavra para descrever o lar doce lar de Lívia, Gustavo e Inácio. Aqui muitas das coisas são funcionais, afinal a vida moderna exige isso, mas ao mesmo tempo todos os espaços trazem uma sensação única de afeto e acolhimento. É como se a casa os abraçasse – e de quebra também as visitas. Felizes com o resultado de tanto carinho, a família segue aproveitando cada canto e ajustando uma coisinha aqui, outra ali, como todo mundo faz.

 

Fotos por Luiza Florenzano

Deixe uma resposta para Histórias de Casa Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 24

  1. olá!

    sabem de onde é ou tem dicas de onde encontrar o estrado onde foi colocado o futon?

    queria uma cama baixinha (só colchão e estrado), mas só acho modelos com pallets que costumam ser um pouco mais rústicos e brutos.

    Responder
  2. A cama Montessori…E pra casal?

    Responder
    • oi Cecilia, tudo bem? na verdade é um futon de casal que a moradora usa como cama para o filho 🙂

      Responder
  3. Adorei a matéria! Gostaria de saber de onde é a cama cabana.
    Obrigada!

    Responder
  4. Muito linda a casa!
    De onde é a caminha modelo casa do filho dela?

    Responder
  5. Que casa mais linda!
    Gostei muito dos pratos na parede e do criado-mudo creme. Vocês sabem de onde são?
    Amo o site… vocês estão de parabéns!
    Beijos!

    Responder
    • Oi Lívia, tudo bom?
      Realmente a casa da Lívia, sua xará, é o máximo! Vamos tentar descobrir de onde são essas peças e te avisamos!
      Beijos e obrigada por acompanhar nosso site feito com tanto amor. 🙂

      Responder
    • Oi Lívia!
      Conseguimos descobrir a origem das peças que você gostou.
      O criado-mudo já era da moradora e só foi repintado por um marceneiro.
      Os pratos vieram de lugares distintos: Feira do Bexiga, Studio Cris Azevedo, antiquário no Brooklyn/ NY, Feira da Benedito Calixto…
      Espero que te ajude a ter uma ideia de onde encontrá-los.
      Beijos 🙂

      Responder
  6. Que delícia de casaaaa! Amo a natureza e acho que todos nós deveríamos ter uma casa com acesso a flores e jardins. É estimulante acordar em um lugar assim todos os dias! Eu acho que nem ia querer mais trabalhar, só pra ficar em casa kkkk. Amei e já to apaixonada pelo blog.

    Responder
    • Oi Layde, tudo bom?
      Ficamos felizes em saber que você descobriu o blog e está gostando do que viu!
      Pode ter certeza que a cada semana teremos uma casa linda para continuar inspirando…
      🙂 Beijos!

      Responder
  7. Estou apaixonada por esse blog

    Responder
    • Ahhhh, que amor Daiana! 🙂
      Ficamos muito felizes em saber disso. Nos inspira!
      Obrigada, Beijos

      Responder
  8. Que casa linda o quintal e um caso a parte !!! Maravilhoso,a churrasqueira é cimento queimado???

    Responder
    • Oi Rosangela, tudo bom?
      Incrível a casa da Livia né? Nós também saímos de lá encantadas, rs… Sim, aquela área da churrasqueira é mesmo de cimento queimado! 🙂

      Responder
  9. ami essa casa! alias amo todas que vcs postam! rs

    Responder
  10. A casa é linda!
    Saberia me dizer a cor da pedra da bancada da cozinha? 😀

    Responder
    • Oi Gabriela, tudo bom?
      A bancada da cozinha da Livia é de Corian, um material que permite um branco quase total, por isso não tem manchinhas tipo de granito, sabe?
      Bom, espero ter ajudado.
      Beijos!

      Responder
  11. Quanta vida, quanto amor e quanta história! Amei!

    Responder
  12. Ahh claro! Sei quem é e amei a casa. Obrigada. Bjs

    Responder
  13. De onde são as cordas porta plantas e fruteira?

    Responder